“Se acontecer alguma coisa comigo foi a PM”, diz Kannário em passagem no Campo Grande

Puxando o trio pipoca na tarde desta segunda-feira (24/2), Igor Kannário reclamou da Polícia Militar e chegou a chamar um agente de “bunda mole”.

Ao observar a ação de PMs dentro do circuito, o cantor alegou que havia presenciado uma agressão e chamou de “abuso de autoridade”.

Além disso, Kannário ainda chamou a atenção dos foliões ao deixar subtentendido que é ameaçado pela PM. “Se acontecer alguma coisa comigo, quem mandou me matar foi a Polícia Militar”, disse. (Aratu)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *