Paciente com Esclerose Lateral Amiotrófica é levado de ambulância para a praia em Aracaju

Acamado há dois anos e com dificuldade de locomoção, Nelson Matos, 64, se emocionou ao tomar banho de mar novamente durante passeio organizado pela equipe de Cuidados Paliativos da S.O.S. Vida

Ir à praia é o desejo de muitas pessoas desde que a pandemia começou, mas esse sonho é ainda mais especial para Nelson Matos, 64 anos, que está acamado há dois anos com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença que limita sua locomoção e comunicação. Apesar das dificuldades, nesta terça-feira, 2, Nelson voltou a sentir o prazer de tomar um banho de mar. O passeio foi organizado pela geriatra Luana Brandão, da S.O.S. Vida, empresa de home care, com o intuito de melhorar a qualidade de vida e aliviar o sofrimento do paciente.

 

“Ele estava muito triste, então questionei se tinha algo que ele gostaria de fazer e ele deixou claro que queria ir a orla. Começamos a construir essa possibilidade com o apoio da família e foi muito gratificante e um momento de inclusão da família”, conta a geriatra.  Marcado por emoção, a ida à praia foi acompanhada pela esposa Marlete, filhas Fernanda, Keyte e Hérica, neto Kevin e irmã Eliana.

“Minha família sempre foi muito ligada à praia e quando surgiu a ideia de levá-lo, ficamos muito felizes porque ele estava desejando muito. Foi um dia inesquecível e especial”, conta Fernanda.  De acordo com ela, apesar do pai ter dificuldade para falar, era possível perceber a felicidade em seu rosto. “A fisionomia dele mudou, demonstrando que estava alegre. Quando voltamos para casa, ele estava mais calmo e dormiu bem”, relata.

 

O passeio foi acompanhado pela geriatra Luana Brandão, que é responsável pelo tratamento de Nelson, e pela equipe de Cuidados Paliativos da S.O.S. Vida, incluindo assistente social e enfermeira. O transporte até a praia do Sarney, em Aracaju, foi realizado na ambulância da empresa de Home Care com o suporte necessário para garantir a segurança dele. “Esses momentos são importantes para pacientes em fase avançada da doença. Eles precisam se sentir bem, ter qualidade de vida. E proporcionar isso é relevante para evolução da doença, para o bem-estar emocional que acaba acarretando no bem-estar físico dele. Faz parte da nossa assistência principalmente quando fala de paciente em Cuidado Paliativos“, explica Luana Brandão.

Já o acesso ao mar foi realizado na cadeira anfíbio cedida pelo projeto Estrela do Mar, instalado no restaurante Solarium. A iniciativa fornece aulas de bodyboarding para pessoas com necessidades especiais, além de dispor da cadeira para quem tem dificuldade de locomoção. *AT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close