Oito frases machistas que mulheres ouvem no trabalho

No dia 8 de março é comemorado o dia Internacional da Mulher. No entanto, apesar das crescentes discussões sobre as pautas femininas, as atitudes machistas que prejudicam as mulheres socialmente ainda parecem estar longe de acabar. No mês da mulher, te convidamos a refletir sobre algumas das opressões presentes na sociedade patriarcal.

Todos os dias, vemos gestos que caracterizam a desigualdade de gênero e a discriminação que foi enraizada nas pessoas. Além disso, devido a naturalização desses gestos desde a socialização na infância, muitas situações podem passar despercebidas. É comum a reprodução de falas, entre os homens e as mulheres, com cunho depreciativo para mulheres e que exaltam a masculinidade.

Nas tarefas domésticas, nos relacionamentos, no trânsito, vida acadêmica e, como não poderia ser diferente, no ambiente profissional, as atitudes discriminatórias e machistas rolam soltas.

Saiba como reconheça o preconceito quando escutar as seguintes frases:

1. “Legal que você conseguiu se estabelecer nessa profissão mesmo sendo mulher”
Como se existisse alguma habilidade que mulheres não fosse capazes de desenvolver, muitas pessoas ficam surpresas quando uma profissional se sai bem nas atividades que, também por machismo, são tradicionalmente masculinas. E isso piora quando o comentário acompanha a fala: “Parabéns por conseguir manter sua feminilidade mesmo assim”.

2. “Deve estar saindo com o chefe”

Os comentários que atribuem a ascensão profissional de uma mulher a um favoritismo que ela tenha do chefe, automaticamente anulam a possibilidade dela ter alcançado bons resultados por capacidade própria.

3. “Deve estar de TPM”

Que, entre os sintomas da TPM, existe a alteração comportamental da mulher devido as movimentações hormonais, todos sabem. A problemática disso é que qualquer reação fora do costume que a mulher tenha- que é compreensível, pois situações diferentes acontecem a todo momento – é taxada como uma atitude exagerada e louca, que é atribuída à TPM, já que “naqueles dias as mulheres ficam descontroladas”, e não à gravidade real do acontecimento que ela está enfrentando.

4. “Ela foi muito macho”
É comum ouvir assimilações de bons desempenhos femininos ao desempenho dos homens, já que é bem mais concebível alguém do sexo masculino ter bons resultados em algum trabalho.

5. “Tinha que ser mulher” (quando há algo de errado)

Na mesma linha de pensamento da frase anterior, claramente a sociedade entende que, por serem menos capacitadas, as mulheres são mais passíveis a erros do que os homens.

6. “Seu marido não liga de você trabalhar fora?”
Ninguém sai por aí perguntando aos homens se suas esposas se importam se eles trabalham fora de casa. Até porque, poucos homens tendem a tolerar mulheres impondo regras. A mesma reflexão deve ser feita quando os papéis se invertem. O respeito à individualidade das pessoas deve existir independente do gênero e cada um deve poder tomar suas decisões sem ter que se preocupar com as preferências que o cônjuge tem sobre a vida profissional do parceiro.

7. “Vai dar conta de conciliar seus filhos, casa e vida profissional?”

Filhos e casa não são responsabilidades exclusivamente femininas. É que – pasmem, devido ao machismo – é natural atribuir as demandas domésticas às mulheres. Apesar do movimento de mudança deste comportamento, em muitos casos essas atividades ainda recaem sobre os ombros das mulheres e é necessário deixar de perpetuar esse estereótipo para haver melhor equilíbrio e justiça na divisão das tarefas domiciliares.

8. “A gravidez vai atrapalhar seu crescimento na empresa”

Não deveria, mas vai. As empresas, como um reflexo do comportamento social, rejeitam mulheres pelo fato de engravidarem. Dizem: “Ela não vai se dedicar igualmente à vida profissional.” e “Vai ficar recebendo o salário em casa sem trabalhar.”. Esses são comentários que escancaram a discriminação e que, infelizmente, dependendo da cultura de cada empresa, podem prejudicar sua carreira se acontecer a gestação. (Ibahia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *