Médicos paralisam atendimento ao Planserv na Bahia

Sem definir um acordo com o governo do estado, os médicos que atendem ao Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos da Bahia (Planserv) vão paralisar o atendimento. A exceção são casos de urgência e emergência. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (6) pelo Sindicatos do Médicos da Bahia (Sindimed-BA).

A assessoria da entidade explica que a tabela de honorários de pessoal está “totalmente defasada”, com valores referentes ao ano de 1992. Segundo o sindicato, algumas especialidades tiveram o pagamento atualizado, mas o reajuste foi equivalente a tabelas de 2005 e 2007, no mínimo 12 anos atrás.

“Embora estas discussões com os representantes do Planserv estejam sendo pautadas, desde dezembro de 2018, nenhum avanço foi obtido, limitando-se o Governo do Estado, ao invés de buscar soluções para o impasse, a encaminhar notas para a imprensa instruindo os usuários do plano a não pagar pelos procedimentos realizados”, afirmou o Sindimed em nota.

A entidade, que reivindica ainda o fim da política de cotas financeiras, e o pagamento de honorários sem intermediação dos hospitais, critica a “postura irredutível do Estado da Bahia”.

Já o Planserv afirmou, por meio de nota, que mantém relação contratual “apenas com as entidades de saúde — clínicas, hospitais e laboratórios”. Sendo assim, a operadora de plano de saúde defende que não há vínculo com os profissionais da área. “O Planserv informa que adotará todas as medidas cabíveis para que sejam cumpridos os contratos com as entidades de saúde, garantindo o atendimento aos beneficiários, sem nenhum custo extra”, finaliza o texto.  *Bahia Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com