Estudantes desenvolvem bloco com fibra de coco e ajudam a construir imóvel para família carente na Bahia

   Estudantes da rede estadual, em Casa Nova, na região Norte da Bahia (a 573 km de Salvador), realizaram um mutirão, neste domingo (2), para a construção de um imóvel para uma família carente do município. A ação fez parte do projeto “Bloco Ecológico com fibra de coco como alternativa para a substituição da taipa”, desenvolvido no Centro Educacional Antônio Honorato, que contou com uma pesquisa de campo para analisar a viabilidade do projeto, resultando na campanha que originou a iniciativa. A construção, que alia tecnologia social de baixo custo e muita solidariedade, foi planejada pelos estudantes que contaram com a ajuda de um mestre de obras, moradores e vizinhos da comunidade.

Para Maria de Jesus, 70 anos, a nova casa vai acabar com muitos problemas. “Casa de taipa, você sabe, né? Com o tempo vão caindo os bolos de barro. Ainda temos o problema de que quando chove molha tudo dentro da casa. Estamos muito felizes pela ajuda dos estudantes. Sou viúva e tenho quatro filhos que moram comigo. Nunca imaginei que conseguiria uma benção dessa ainda viva. Estou muito emocionada e contente”, relatou.

Além de um maior conforto, o novo imóvel também vai prevenir a família de futuros problemas de saúde. “O problema das casas de taipa, que segundo pesquisa registram 600 mil moradias no Brasil, está relacionada à proliferação de insetos, principalmente o barbeiro, causador da doença de chagas. Então, com o bloco ecológico, que utiliza fibra de coco triturada, misturada a resíduos sólidos de construção civil, buscamos solucionar o problema destas famílias com um produto mais barato”, ressaltou o estudante Luiz Ribeiro, 17 anos.

A estudante Leide Vânia Nunes, 16, explicou como surgiu a campanha para ajudar a família. “Durante a procura de uma casa de taipa para a pesquisa de campo nos deparamos com uma triste realidade de uma família carente que vive em condições precárias. A partir de então, começamos a realizar uma campanha para a construção de uma casa com um cômodo. Com o engajamento da população, conseguimos bastante material e planejamos um imóvel de três cômodos”, contou, ao destacar que a obra ainda terá continuidade com instalações elétricas e hidráulicas, além do acabamento. Para isto, uma campanha está sendo feita junto a comerciantes e à comunidade local. *SEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *