Autor lança curta-metragem de seu próprio livro

por Victor Tadeu

Com histórias escritas desde a infância, por meio de poesias, Andrew Oliveira teve a oportunidade de lançar o seu primeiro livro durante a adolescência, onde reúne seus versos e estrofes na coletânea chamada Santuário. Porém, foi pela história de “Vazio da Foma”, lançado em 2020 pela Skull Editora, que o escritor produziu um curta-metragem experimental e alcançou um público maior.

Na história acompanhamos Frey lidando com duas fatalidades: uma depressão severa e a Sombra, uma entidade que pode assumir a forma de qualquer coisa. Ele vive no Porto das Oliveiras, ao lado do seu esposo Jacinto e uma filha adotiva chamada Lírio. Nas cenas produzida por Andrew, acompanhamos um momento cerimonioso entre o protagonista e a Sombra.

O curta-metragem experimental foi filmado em 2019, as gravações começaram em setembro durante uma semana em Jericoacoara (CE), no decorrer de sua estadia, o escritor fez vários experimentos enquanto, simultaneamente, também já preparava e executava as filmagens. Ele interpretou a Sombra, enquanto seu amigo Lucas Bergamini, ator e cineasta, viveu Frey.

Formado em Cinema e Audiovisual em Belo Horizonte (MG), Andrew tomou partida escrevendo o roteiro, dirigindo, montando figurinos e trabalhando na direção de arte. Durante as filmagens, algumas pessoas ficaram curiosas e se reuniram para celebrar o momento, rendendo um momento incrivelmente bonito e íntimo para o autor.

“Numa das tardes um grupo de rapazes parou para me assistir. Eu estava em cima de rochedos, dançando com o figurino da Sombra. Quando voltei para a praia, me rasgaram de elogios, ajoelharam-se à minha frente, beijaram-me as mãos. Foi a ocasião mais inusitada e bonita que já passei, aquela veneração exacerbada.”, disse em entrevista.

O curta-metragem está disponível no Youtube, ele tem o mesmo título que o livro. Em “Vazio da Forma”, Andrew Oliveira se propõe a nos apresentar uma história de romance dramático com traços de realismo mágico, na qual levanta representatividade e questões LGBTQIA+ em um casal homoafetivo, mas também trabalha com assuntos voltados para depressão, onde compartilha um pouco das suas experiências com a doença.

Assista ao curta-metragem:
https://youtu.be/Xh4QMzaizG8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close