Valença: Primeira morte por febre oropouche na Bahia é confirmada pela Sesab

Foto: Reprodução / Canva Pro

Primeira morte por febre oropouche na Bahia é confirmada pela Sesab

Nesta segunda feira (17), a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) comprovou a primeira morte por febre oropouche no estado. O óbito da paciente ocorreu no mês de março deste ano, porém a divulgação ocorreu nesta segunda, já que vários exames foram realizados para averiguar a causa da morte.

Segundo informações o paciente era uma mulher de 24 anos, da cidade de Valença, localizada a 123 quilômetros de Salvador. Este é o primeiro ano em que casos da febre oropouche são registrados no estado. Segundo a Sesab, já consistir em admitidos 691 casos da doença, em 48 cidades da Bahia, desde o mês de março.                                                                                                   

O óbito da paciente ocorreu no mês de março deste ano, porém a divulgação ocorreu nesta segunda, já que vários exames foram realizados para averiguar a causa da morte.

 O órgão público não revelou outros detalhes sobre ao quadro de saúde da paciente. Uma possível segunda morte pela doença, na cidade de Camamu, ainda está em investigação.

De acordo a Sesab as primeiras casos constituíram em Laje e Valença, onde o primeiro óbito foi notificado. Inclusive diante da última atualização da Sesab, Gandu, no sul da Bahia é a cidade que disparou nos números de casos no estado, com 81 registro.

 Já Amargosa surgia com 66 registros positivos, bem como a cidade de Uruçuca, com 50.

O que é febre do oropouche

De acordo o Ministério da Saúde, a “Febre do Oropouche” é uma doença viral transmitida pelo mosquito conhecido como maruim ou pólvora que tem o nome cientifico Culicoides paraensis encontrado noespaço urbano.

Não há registros de transmissão diretamente entre as pessoas. Vale salientar que os sintomas são idênticos com os da dengue e da chikungunya. Desta maneira faz-se necessário muita atenção e procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível.

Nos casos da febre, os sinais na maioria das vezes persistem de 2 a 7 dias e não habituam deixar sequelas. As situações mais serias, o período de reabilitação amplia.

Saiba quais são os sintomas da febre oropouche

Dores nas articulações

Dor de cabeça

Dor muscular

Diarreia

Náusea

Atualiza Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close