Mulheres associadas iniciam feira da agricultura familiar em Valença

A força das mulheres da agricultura familiar em Valença, no território Baixo Sul, reforça o protagonismo feminino no setor, resultados das políticas públicas de incentivo do Governo do Estado. Na cidade, surgiu neste mês uma nova Feira para comercialização dos produtos da agricultura familiar das associações presentes nas comunidades rurais na região. 

A iniciativa da nova Feira da Central que acontece todas às quartas-feiras, às 7h, no bairro Vila Operária tem a participação da Central das Associações da Agricultura Familiar de Valença e Região Baixo Sul da Bahia, que aglutina associações locais das comunidades de Aldeia de São Fidelis, Gereba, Derradeira e Formiga. 

A presidente da Central, Maria Iara, comenta que a Feira só foi possível graças aos investimentos do projeto Bahia Produtiva, que creditou mais de R$ 370 mil em barracas de feira, veículo utilitário, materiais de escritório, equipamentos para cozinha comunitária de processamento de derivados da mandioca e assistência técnica. 

“O Bahia Produtiva tem sido um divisor de águas para essas mulheres porque elas tinham muita necessidade de estar agregando valor aos produtos delas. As mulheres foram capacitadas com várias oficinas e formações para receber os equipamentos e para estarem nessa Feira. E isso foi essencial. A Feira tem sido maravilhosa e tem trazido empoderamento para essas mulheres que estão agregando valor à renda delas”, comentou. 

A presidente da Associação de Pequenos Produtores de Aldeia e Gereba (ASPAG), Avani Santos, da comunidade Aldeia de São Fidelis, ressalta a importância da chegada desses equipamentos. “Como a gente trabalha na cozinha comunitária, são necessárias as formas, o fogão, a batedeira. Tudo isso nos dá uma facilidade maior para produzir e vai ajudar a agregar mais valor aos nossos produtos.” 

A presidente da Associação dos Médio e Pequenos Proprietários Rurais (Ameppru), Débora Reis, da comunidade de Gereba, aponta que a feira livre será importante para a comercialização dos produtos. “Antes a gente não tinha onde vender. Logo quando começou a cozinha comunitária, a gente fazia e ficava vendendo só na comunidade. Agora, com essa Feira temos onde vender os nossos produtos.” 

A Feira da Central tem o apoio do Sindicato dos Trabalhadores, Agricultores e Agricultoras Familiares de Valença (STTR), Secretaria de Agricultura de Valença, Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais (SASOP) e do apoiador e articulador da ação, Adailton Francisco. 

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio de acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e o Banco Mundial.  *SDR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close