Confira quais atividades contam como horas complementares na faculdade

Confira quais atividades contam como horas complementares na faculdade
Alunos na reta final do curso podem ter dificuldade em saber se já completaram as horas extras necessárias para se formar. Confira de que forma você pode consegui-las
Você sabia que tem uma maneira de turbinar seu currículo na faculdade? Isso pode ser feito graças às horas complementares! O Pravaler vai te ajudar a entender um pouco mais sobre isso, já que as atividades complementares são um dos critérios para o aluno ser considerado apto para conclusão do curso. 
De maneira geral, a ideia dessas atividades extracurriculares é garantir que o estudante tenha uma formação completa que contemplem palestras, cursos de extensão e até projetos comunitários que podem enriquecer sua jornada acadêmica. 
Como o nome já diz, as horas complementam a carga horária de disciplinas obrigatórias e eletivas de um curso de graduação. É por meio das atividades extracurriculares que o estudante pode ter contato com novas perspectivas profissionais, experiências práticas e exemplificações do que só é visto na teoria dentro das salas de aula universitárias, além da formação social e cultural que também está relacionada com esse tipo de atividade. Parece fácil, né?
Mas, o que confunde muitos estudantes é a obrigatoriedade das horas complementares. De forma simples, essas vivências além da faculdade são consideradas requisitos obrigatórios primordiais ao currículo dos estudantes, e comprová-las é necessário para receber o diploma! 
Na maior parte dos cursos, a média de horas complementares está entre 120 e 200 horas totais a serem entregues em um banco de horas assinado pelo estudante e pelo coordenador do curso. Assim, entende-se que foram cumpridos requisitos para além dos obrigatórios em termos das aulas, atividades de estágio, etc.
Se você já está chegando no fim do curso e está preocupado em não atender a quantidade de horas necessárias para se formar ou não sabe quais são as atividades que contam como complementares, o Pravaler separou cinco coisas que você pode não saber, mas poderá usar como uma forma de conseguir atingir sua quantidade de horas complementares.
Disciplina de Libras
Cursar disciplinas é uma das principais fontes de horas complementares para os currículos de todos os cursos, no caso de a disciplina estar além do mínimo exigido nos currículos obrigatórios. Uma disciplina de libras, que pode ter entre 30 e 90 h em um período universitário, garante o aprendizado de uma proposta de comunicação importante na sociedade atual, contribuindo com a formação cultural e social do estudante, além de apresentar uma grande quantidade de horas para aproveitamento.

Estágio não obrigatório
O estágio não obrigatório é uma opção que alia o cumprimento de horas complementares com a preparação para atuar profissionalmente após a formatura. Tendo uma carga horária muito flexível, que pode conferir até 100h em um semestre, realizar um estágio não obrigatório significa entrar em contato com o ambiente de trabalho, podendo ou não receber bolsa, e é configurado como uma atividade complementar às horas curriculares obrigatórias.

Cursos livres
Realizar cursos livres é mais uma das opções para garantir o cumprimento das horas complementares obrigatórias, em qualquer área do conhecimento. A grande maioria dos estudantes opta pelo aproveitamento das horas de cursos de inglês concomitantes à formação acadêmica. Contudo, são admitidos cursos nas mais variadas áreas, desde que sejam legítimos com certificação contendo o número de horas. Os cursos de média duração, considerados uma extensão universitária, podem ter entre 30 e 150h totais, distribuídos de acordo com o esquema de organização de cada instituição. Boa parte desses cursos pode ser realizada em ambiente online, nas mais variadas modalidades.
Iniciação científicaParticipar de um projeto de iniciação científica garante não só o acúmulo de horas complementares, como o reconhecimento acadêmico da atividade. Estudantes de iniciação científica participam do desenvolvimento de projetos de pesquisa em laboratórios espalhados pelas universidades, e podem ou não receber bolsa. Nesse período, espera-se que o estudante consiga desenvolver habilidades de realização de pesquisas científicas. Para cada semestre de iniciação científica, pode-se considerar um ganho de até 100h de atividades complementares, que são sempre certificadas pelo professor orientador das atividades de iniciação relatadas pelo estudante.
Palestras

A participação em palestras também conta para o acúmulo de horas complementares pelos estudantes, e pode ser realizada em qualquer momento dos estudos. Geralmente, as palestras são eventos curtos com duração média de 2h. Como o estudante pode assistir várias palestras ao longo da graduação, o número de horas é cumulativo para cada palestra, e pode ajudar a preencher o tempo total exigido para as atividades complementares em cada curso. É recomendado que o estudante participe deste tipo de atividade durante toda a graduação, evitando buscar um grande número de palestras em um curto período de tempo, sem agregar o valor necessário da atividade na própria formação universitária, cultural e pessoal, e respeitando os limites de tempo entre uma atividade e outra.
Caso ainda tenha dúvidas a respeito das horas complementares, incluindo a possibilidade de colocá-las no currículo, confira o post no blog do Pravaler.

Clara Queirós

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close