Verão e pandemia: cuidados com acidentes domésticos inerentes à nova realidade

 

Em meio à pandemia da Covid-19, em que diversos protocolos foram instituídos como forma de evitar a propagação do vírus, a chegada do verão, em que a busca por atividades recreativas é mais intensa, fez com que ambientes como praias e clubes fossem trocados pela própria residência. Diante desse cenário, aumenta a preocupação em torno dos acidentes domésticos, muito comuns nas atividades diárias em casa.

 

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – Regional Bahia (Sbot-BA), Dr. Luís Alfredo Gomez Vieira, como muitas pessoas estão mais tempo dentro de casa, por conta da adesão ao isolamento, buscam mais alternativas para tentar ocupar o tempo, elevando as chances de ocorrerem acidentes domésticos.

 

“Muito tem se falado dos cuidados de higiene necessários, para evitar a infecção pela Covid-19, como lavar as mãos com frequência e a utilização de álcool gel. Mas, para evitar a ida aos hospitais, precisamos nos preocupar também com os acidentes domésticos, muito comuns especialmente para quem tem crianças ou idosos em casa”, ressalta o especialista.

 

Segundo o Dr. Luís Alfredo, existem situações que devem ser alvo de preocupações, como colocar-se em pé em cima de um banco ou cadeira, apoiar-se em móveis, além da pouca iluminação em ambientes da residência. Além disso, ele faz um alerta sobre o perigo de as crianças deixarem brinquedos espalhados pela casa, que podem aumentar o risco de quedas acidentais.

 

“Os acidentes mais comuns são provenientes de quedas. Por isso, deve-se evitar panos e tapetes pela casa além de não encerar o piso, para que não existam ambientes escorregadios. No banheiro, por exemplo, é preciso ter cuidado com o piso molhado, valendo a instalação de barras de suporte dentro do box para auxiliar na hora do banho”, recomenda.

 

Para o especialista, com a adoção de algumas medidas básicas, é possível tornar a residência mais segura. Entre os possíveis locais de maior risco, existem ainda as escadas, em que se recomenda a instalação de portões de segurança, em residências com crianças, e corrimão para os idosos, como forma de contribuir para uma maior segurança. “Também é importante evitar desníveis e degraus nos ambientes. Já em janelas e sacadas, é importante haver a instalação de redes de proteção para evitar acidentes mais graves”, sugere.

 

Por fim, o Dr. Luis Alfredo ressalta que, caso ocorram acidentes, é necessário buscar especialistas. “Se, mesmo com os cuidados, ocorrerem acidentes, é importante buscar um ortopedista, para que os efeitos causados pelo acidente sejam tratados”.

Foto: Seguros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close