Valença ganha feira de produtos orgânicos e agroecológicos

O município de Valença, no Território de Identidade Baixo Sul, passa a contar com mais uma feira da agricultura familiar. Foi inaugurada, nesta quinta-feira (13), no bairro Novo Horizonte, a Feira da Agricultura Familiar Solidária, que vai comercializar produtos de cerca de 60 famílias de agricultores da região. Para dar estrutura e maior comodidade para os agricultores, foram entregues 20 barracas de feira.

A ação é parte da execução de um convênio do projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que visa dar segurança e higiene para a comercialização de produtos em feiras livres, além de proporcionar a organização do espaço, dando assim uma maior comodidade e conforto aos consumidores.

De acordo com o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, esse é um exemplo do trabalho que a secretaria vem executando, de geração de emprego e renda: “Acreditamos que é mais uma oportunidade para o povo do rural movimentar a economia e para as mais de 7 mil famílias que vivem nesses conjuntos habitacionais, de contarem com alimentação de qualidade na porta de casa”.

Agricultura familiar

Na feira, é possível encontrar produtos in natura como frutas, verduras e hortaliças, e processados como sequilhos, biscoitos, chocolates, além de ovos, peixe e queijos produzidos por famílias dos municípios de Ituberá, Presidente Tancredo Neves, Teolândia, Camamu, Igrapiúna, Ibirapitanga e Valença.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, afirmou que cada alimento que está sendo posto à venda são os mesmos que os agricultores dão para as famílias deles: “É a banana que cada mãe, que cada pai que está aqui daria para o seu filho. Então, isso tudo foi preparado com muito carinho, sem agroquímicos, são produtos de qualidade. Esse encontro do campo com a cidade  beneficia as duas partes, quem está comprando e quem está vendendo, dando incentivo a quem está plantando e produzindo”.

A agricultora Denise Santos Rocha, da comunidade das Luzias, em Ituberá, conta que produz e vai comercializar tapioca, tempero caseiro, jenipapo desidratado, mel natural de abelha, corante de urucum, melaço de cana, chocolate artesanal, chocolate em pó e amêndoa do cacau. “A associação é formada por mais de 50 pessoas, vendemos os produtos na nossa cidade, nas feiras e receber essa barraca hoje melhora muito, pois temos um lugar próprio para isso”.

Agricultura familiar

Agricultura familiar

A ação é uma iniciativa da Associação das Cooperativas de Apoio à Economia Familiar (ASCOOB), em parceria com a SDR, por meio da CAR, e da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), as Associações da Construir Melhor, SOS Natureza e os Sindicatos dos Trabalhadores da Agricultura Familiar.

O evento também conta com o apoio das prefeituras municipais das cidades de Ituberá, Presidente Tancredo Neves, Teolândia, Camamu, Igrapiúna, Ibirapitanga e Valença.

Durante o evento, também foi assinado o convênio do edital do Bahia Produtiva, Alianças Produtivas, com a Central Mata Atlântica, no município de Nilo Peçanha, onde mais de 100 famílias serão beneficiadas. O convênio prevê a aquisição de equipamentos para instalação de agroindústria do Guaraná e laboratório de análise físico-químico. (SDR)

Fotos: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *