Valença: Definido prazo de reforma do prédio da Câmara de Vereadores de Valença

Mateus demonstrou-se demasiadamente preocupado. Foto: Magno Jouber

O diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), João Carlos Cruz de Oliveira esteve na manhã desta sexta-feira (08), para uma visita técnica ao prédio da Câmara Municipal.
A visita foi agendada após uma reunião entre o diretor do IPAC e o presidente da Câmara de Vereadores de Valença, Mateus Passos, ocorrida no último dia 22 de janeiro, na sede do Instituto em Salvador.
Durante a inspeção na Câmara, que contou também com as presenças do prefeito Ricardo Moura (MDB), a secretária de Cultura, Janete Vomeri; o vice-prefeito, Humberto Malheiros(PEN); o engenheiro da Prefeitura, Heráclito Junior e os vereadores Vane Costa(MDB), J. Almeida (PDT), Agostinho Junior (PROS), Robson Pimentel – o Robinho (PPS), Lorena Mercês (PRP), Romildo dos Santos – o Pó da Pesca (PPS), Benvindo Luz (PSL) e o representante do vereador Adailton Francisco (PT), Edvaldo Andrade, algumas demandas ficaram agendadas, dentre elas, o escoramento do lanternim, principal problema que motivou a interdição do prédio a pedido do Ministério Público Estadual.

Salão da camâra. Foto: Ricardo Oliveira

Além disso, as instalações elétricas e a reforma do telhado também foram apontadas por João Carlos como equipamentos com problemas e que serão ajustados. “É um problema grave, mas de fácil solução” disse João Carlos se referindo ao lanternim. Dentro do planejamento da Câmara e da Prefeitura de Valença, – que esta responsável pela reforma -, estão previstos, a conclusão do projeto feito pela Secretaria Municipal de Planejamento, com o aval do IPAC e a licitação para contratação da empresa que vai executar a obra. De acordo com João Carlos, serão necessários cerca de quatro a seis meses para que os serviços fiquem prontos.

  O prefeito Ricardo se fez presente. Foto: Magno Jouber.

Mateus Passos alertou que os prazos para a licitação e a conclusão da obra seguem um cronograma burocrático e financeiro e não é possível definir datas de entrega e a volta das sessões ao prédio. “Esta é uma demanda que estamos lutando antes mesmo de ser eleito presidente, vamos passo a passo resolvendo os problemas e reformar o prédio da Câmara que é tombado pelo IPAC e um patrimônio cultural e político de Valença” disse. Ainda de acordo com Mateus, a última grande reforma no prédio foi feita há 20 anos, quando o prefeito Ricardo Mora, ocupava a presidência da Câmara.

Livre Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *