Valença: Companheira de empresário e executor de homicídio vão a júri popular

A companheira de um empresário de Valença, no Baixo Sul, morto em setembro de 2019, e um primo dela, vão a júri popular. Mariele de Jesus Santos é acusada de encomendar a morte de Liel de Jesus dos Santos, conhecido como Buiu, executada pelo primo dela Constantino Pereira Filho, o Nenem, mediante o pagamento de R$ 22 mil.

O corpo do empresário, morto a golpes de facão, foi encontrado na zona rural de Valença. No mesmo dia 9 de setembro, uma pessoa que teria presenciado a cena, foi amarrada e vendada, além de abandonada quilômetros do local do crime e sem roupa.

Constantino e Mariele seguem presos preventivamente, sendo que ela foi detida três dias após o crime (lembre aqui), e o primo foi encontrado em Rafael Jambeiro, no Piemonte do Paraguaçu, em 16 de abril de 2020, depois de ter sido dado como foragido (ver aqui). 

Pela sentença, Mariele de Jesus Santos será julgada por homicídio qualificado, por motivo torpe, cruel e dissimulação, além de ocultação de cadáver e fraude processual. Costantino Pereira Filho também será julgado por homicídio qualificado, com os agravantes de mediante paga ou promessa de recompensa, meio cruel, emboscada e ocultação de cadáver. O julgamento ainda não tem data marcada.

Bahia Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close