TSE dará prosseguimento a ação de Bolsonaro que pede impugnação de Haddad

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dará prosseguimento a uma ação da coligação de Jair Bolsonaro (PSL) que pede para Fernando Haddad (PT) e a candidata a vice, Manuela D’Ávila (PCdoB), sejam declarados inelegíveis.

Segundo o G1, o ministro Jorge Mussi autorizou a apuração de um suposto apoio irregular do governo da Paraíba a Haddad. A coligação de Bolsonaro argumenta que o governador Ricardo Coutinho (PSB) teria dado apoio ao petista “com todo seu staff e toda a estrutura política e administrativa”.

Uma ação da coligação de Fernando Haddad também tramita no TSE contra o capitão da reserva. O pedido é que Bolsonaro seja declarado inelegível em razão das denúncias de que teria ocorrido caixa 2 eleitoral na campanha do candidato do PSL.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *