Três homens morrem em tiroteio com policiais no bairro de Valéria, em Salvador; outros foram presos

Três homens morreram em um tiroteio com policiais no bairro de Valéria, em Salvador, na manhã desse domingo (22). Outras três pessoas também foram presas durante a ação, que faz parte de uma operação especial de reforço da segurança na região.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as equipes seguiam receberam informações sobre três homens que fugiram de Valéria e se escondiam em numa casa no bairro de Cajazeiras.

No local, agentes da Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) do Batalhão de Choque da PM e das Rondas Especiais (Rondesp) Central encontraram o trio e apreenderam duas submetralhadoras e drogas. Um dos homens estava ferido.

“Eles nos informaram que eram da localidade conhecida como Lavrador, em Valéria, e que outros comparsas estariam lá com mais armas. Conduzimos os três para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP_ e demos continuidade com as buscas pelos outros homens”, disse o comandante do Batalhão de Choque da PM, coronel Wildon Teixeira.

A partir dessas informações, policiais que integram a ‘Operação Grifo’, voltada ao combate do tráfico de drogas e organizações criminosas, seguiram para o local indicado. Os agentes foram recebidos com tiros por cerca de 20 criminosos, que fugiram pulando muros das casas da localidade.

No confronto, três homens foram baleados e socorridos até o Hospital do Subúrbio, porém, não resistiram aos ferimentos, de acordo com a secretaria.

Durante a ação, os policiais apreenderam duas pistolas, um revólver calibre, um rifle de airsoft, dois rádios comunicadores, 85 munições, sete uniformes camuflados, um colete balístico, 144 trouxinhas de maconha e 127 de cocaína, embalagens para drogas, além de sete celulares e R$ 56 em dinheiro. O material foi encaminhado para o DHPP.

“Seguimos com o trabalho ostensivo no bairro, produzindo o trabalho de contenção e enfrentamento à esses ataques para levar ainda mais segurança a população”, informou o comandante da operação “Valéria em Paz”, coronel Paulo Guerra. *G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close