SSP afirma que Atlas da Violência é falho e não tem credibilidade




A Secretaria de Segurança Pública criticou os dados do Atlas da Violência, divulgado na quinta-feira (14). A pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Ipea, e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontou que entre as 10 cidades mais violentas do país, cinco estão na Bahia (relembre aqui).
Conforme a secretaria, os dados não refletem, efetivamente, a realidade da segurança pública no país, já que utilizam o banco de dados do Datasus. Esse banco de dados é alimentado pelas secretarias municipais de saúde que, por sua vez, fornecem o local de residência da vítima, e não o de ocorrência do crime.
A SSP ainda informou que a pesquisa realizada descarta o levantamento do Ministério da Justiça, realizado com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de Segurança Pública.
A nota ainda critica o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Segundo a secretaria, não foi honrado os compromissos assumidos. “A entidade abandonou um contrato de consultoria em segurança no âmbito do programa estadual Pacto pela Vida. Ao custo de R$ 2 milhões, a entidade simplesmente abandonou a consultoria que vinha sendo executada, alegando impossibilidade de concluí-la”.
Nas Malhas da Lei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com