Sem sono? Conheça as músicas que ajudam na hora de dormir

Por Veja

Você é uma daquelas pessoas que não consegue fazer nada sem música? Saiba que não está sozinho, basta olhar para os lados na rua e será possível encontrar diversas pessoas com fones de ouvido. Desde que você seja cuidadoso com o volume e tempo de uso dos aparatos de som, a música pode ser um excelente calmante, sendo capaz de ajudar até mesmo indivíduos que sofrem com problemas de sono, como a insônia.

Isso acontece porque a música atua no sistema nervoso parassimpático – responsável por estimular ações que permitem ao organismo responder a situações de calma -, permitindo que o ritmo do coração e da respiração diminuam, o que gera efeitos na pressão sanguínea. Aliás, um estudo publicado na revista PLOS ONE descobriu os melhores artistas para se ouvir durante a falta de sono, na lista estão grandes nomes da música clássica, como Mozart e Bach, até cantores mais modernos como o britânico Ed Sheeran.

De fato a música pode ser muito útil em diversos momentos da vida. Pesquisas anteriores já haviam demonstrado, , por exemplo, que ela pode tornar os treinos físicos mais eficientes, aumentar a produtividade no trabalho, reduzir os níveis de ansiedade, além de auxiliar no controle da dor. Apesar disso, quem deseja alcançar bons resultados no uso da música para afastar a insônia vai precisar ser um pouco paciente já que pode levar cerca de três semanas para que ela atinja o efeito completo.

Além disso, segundo a Fundação do Sono, uma organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos que investiga os distúrbios do sono, não é qualquer gênero musical que traz esses benefícios, para que funcione o estilo deve ser familiar, ou seja, deve estar dentro das preferências pessoais de cada pessoa. Outra exigência para que o tratamento alternativo funcione é que o ritmo seja mais lento, entre 60 a 80 bpm.

Uma escolha pessoal

A pesquisa, que entrevistou 651 pessoas, descobriu que 62% dos participantes ouviam música para relaxar antes de dormir, alegando que isso ajudava a estimular o sono e permitia a exclusão de distrações externas. A playlist escolhida entre os entrevistados foi muito diversificada, apresentando 545 artistas de 14 gêneros; entre os mais populares estava o moderno Ed Sheeran, seguido por Bach, Mozart e Chopin – nomes da música clássica -, além de Brian Eno e Coldplay – artistas mais atuais.

De acordo com o serviço de streaming Spotify, a lista de reprodução de sono de muitos usuários tinha o nome de Ed Sheeran, cujas as faixas mais populares ficam levemente acima da taxa ideal de batida por minuto (bpm) recomendada para o sono: Perfect, com 95 bpm; Shape of You, com 96 bpm; e Happier, com a menor batida por minuto: 90. Peças clássicas também são muito comuns em playlists criadas em plataformas de streaming.

Apesar disso, a escolha musical deve estar associada ao gosto do indivíduo já que ouvir uma música da qual não se gosta pode causar stress e afastar ainda mais o sono.

Músicas para dormir

Segundo o The Guardian, algumas músicas contemporãneas foram criadas justamente com intenção de atuar sobre o sono. Em 2015, por exemplo, o compositor Max Richter lançou Sleep, álbum que foi desenvolvido por neurocientista. No início do ano, Tom Middleton, que é DJ e produtor musical, tentou algo semelhante, investindo em uma batida mais eletrônica, sua área de experiência. Sleep Better, também foi criada com a colaboração de neurocientistas, baseou-se na vivência insone de Middleton.

Já os especialistas em sono costumam indicar ritmos como o jazz, o clássico e o folk para quem está em busca do sono. Em entrevista ao site Today, Lyz Cooper, da Academia Britânica de Terapia do Som, recomendou a escolha de músicas que tenham 60 bpm ou menos, assim como músicas projetadas para relaxar já que as repetições de ritmos, frases musicais, tons baixos e lentos ajudam a relaxar. Outra escolha adequada são canções que trazem memórias positivas, pois proporcionam benefícios psicológicos.

Foto: Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *