Secretaria de Saúde promove atividades sobre cultura da paz e cidadania nas creches cairuenses

Durante o mês de março, a Secretaria de Saúde de Cairu, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), está promovendo nas  creches da rede municipal, ações de promoção da cultura da paz, cidadania e direitos humanos. A equipe do Núcleo  Ampliado de Saúde da Família (NASF) está realizando as atividades com os alunos. A ação já percorreu as creches da Sede, Galeão, Boipeba e Gamboa, até o final do mês as demais localidades do arquipélago serão contempladas com as atividades.

Através  rodas de conversa  intermediadas por uma equipe multidisciplinar composta por psicóloga, nutricionista, fisioterapeuta, educadores físicos e enfermeira, os pequenos  aprendem conceitos como bullying e  assimilam a importância do respeito ao próximo e da própria valorização. Desenhos para colorir e dinâmicas do abraço auxiliam no entendimento para o respeito as diferenças.

O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, trabalhando o desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino. O programa possui um cronograma anual que envolve diversas temáticas, entre elas: ações de combate ao mosquito Aedes aegypti; promoção das práticas corporais, da atividade física e do lazer nas escolas; prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas; prevenção das violências e dos acidentes; identificação de educandos com possíveis sinais de agravos de doenças em eliminação; promoção e avaliação de saúde bucal e aplicação tópica de flúor; verificação e atualização da situação vacinal; promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; promoção da saúde auditiva e identificação de educandos com possíveis sinais de alteração; direito sexual e reprodutivo e prevenção de DST/AIDS; e promoção da saúde ocular e identificação de educandos com possíveis sinais de alteração.

A secretária de Saúde Italuana Guimarães destacou a importância de abordar a temática. “O bullying e  respeito as diferenças são temas urgentes e de grande importância, que precisam ser discutidos desde a primeira infância para desenvolver uma vida saudável em sociedade e evitar maiores conflitos em idades mais avançadas”, destacou a secretária. *Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close