Rui Costa diz que comitê científico poderá ajudar a driblar falta de EPIS e que aguarda repasse de testes para Covid-19 pelo governo federal

O governador da Bahia, Rui Costa, afirmou na manhã desta terça-feira (31) que o comitê científico para combate ao coronavírus, criado na segunda-feira (30) por vários governadores do Nordeste, poderá ajudar apresentando alternativas para a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Ele também disse que aguarda que o Ministério da Saúde repasse o testes para a Covid-19 ao estado.

Rui se reuniu com outros governadores do Nordeste direto do Centro Administrativo da Bahia (CAB). O momento foi para discutir as ações do comitê científico – formado por médicos, cientistas, físicos e pesquisadores, com o intuito de auxiliar os governadores na tomada de decisão sobre as ações de enfrentamento à pandemia causada pelo coronavírus.

Para o governador da Bahia, o comitê poderá ajudar a driblar um problema comum nesse momento de pandemia: a falta dos equipamentos de proteção. Rui explicou que, na prática, isso será possível a partir de sugestões de alternativas e soluções para enfrentar o momento.

“A expectativa é grande para que eles nos ajudem apresentando alternativas porque vários insumos, inclusive de EPIs, estão sumindo do mercado, não se acha máscara N-95, as máscaras para os profissionais de saúde. Não se acha o tecido para fazer a máscara cirúrgica, que é o TNT”, disse Rui.

“Eu coloquei uma questão. Existem alternativas de materiais que podem ser usadas para as máscaras, para as pessoas quem têm uma exposição maior? Nós temos falta de respiradores. Nós vamos mobilizar empresas que possam transformar rapidamente a sua produção em respiradores”, disse o governador.

Rui também falou que espera que o Ministério da Saúde repasse o mais rápido os testes usados para diagnosticar se a pessoa tem ou não o coronavírus.

“É um teste que dá 100% de certeza e pega bem no início da doença. Nós ainda estamos nessa fase. O Ministério [da Saúde] está prometendo entregar aos estados, fez uma compra de R$ 20 milhões para que a gente possa utilizar esses testes com as pessoas que tiveram contato com outras pessoas que deram positivo [para a Covid-19]. Isso é uma forma rápida de identificar quem eventualmente já está para colocar essas pessoas em isolamento. Esperamos que esses testes cheguem o mais rápido possível”.

O governador da Bahia pontuou ainda que é importante que se compre os testes pois é uma medida que já mostrou eficácia em outros lugares. Na ocasião, Rui questionou ainda a quantidade de testes comprados pelo Governado Federal. Nas palavras dele, “insuficiente”.

“Essa sim foi uma solução adotada em países ricos, como Coreia, que deu excelente resultado. Ele deu uma testagem muito grande. Agora, é preciso ter os testes e condições econômicas viáveis que vamos precisar de recursos para questões básicas, como montagem dos leitos.O Ministério [da Saúde] tá fazendo essa compra de R$ 20 milhões que é insuficiente para uma testagem no país inteiro”, disse.

Aplicativo para Covid-19

O governador da Bahia, também nesta terça, disse que ainda nesta semana disponibilizará um aplicativo para as pessoas com suspeita da covid-19. A ação também é resultado do comitê científico.

“Nós discutimos e vamos colocar no ar um aplicativo para celular onde as pessoas, que tenham sintomas da Covid-19, possam descrever no aplicativo, informar se já fizeram o teste. Assim, nós vamos enxergar onde estão aparecendo mais casos com ação mais direta dos governos, sendo gerenciado por cada estado, cada município, pra gente poder agir imediatamente e quebrar a cadeia sucessória do vírus. O aplicativo já está sendo produzido e vamos disponibilizar pra toda a população”, afirmou. *G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close