Rodrigo Chagas avalia estreantes e diz que empate com o CRB “tem gosto de derrota”

 

O Vitória teve a chance de alcançar a liderança do Grupo B da Copa do Nordeste, mas o empate em 1 a 1 com o CRB, na noite desta quarta-feira, no Barradão, manteve o Rubro-Negro na quarta posição da chave, com oito pontos. Se não conseguiu um resultado para colocar o time na ponta da tabela, o técnico Rodrigo Chagas ao menos teve a chance de promover as estreias de dois reforços.

O lateral Raul Prata e o zagueiro Marcelo Alves fizeram, contra o CRB, a primeira partida com a camisa rubro-negra. Na entrevista coletiva concedida após o jogo, o treinador comentou a primeira impressão deixada pela dupla.

– O Raul [Prata] teve uma estreia muito boa. Gostei bastante. Principalmente na parte ofensiva. Na realidade, só o tirei pelo fato de o CRB ter colocado um atacante de beirada ali. Eu coloquei, então, o Cedric. Fiz a substituição, para a gente poder fortalecer mais o lado direito. Raul fez uma ótima estreia. Marcelo também estreou bem. Em alguns momentos, acho que ele está começando a entender a nossa filosofia. Trabalhou, no segundo tempo, teve uma crescente melhor quando eu pedi para que ele pudesse colocar mais e achar os passes. Foram duas estreias boas – comentou.

Rodrigo Chagas também fez mudanças no meio-campo. Em busca de um substituto para Gabriel Santiago, que passou por cirurgia no joelho e ficará afastado por aproximadamente seis meses, o técnico escalou Ruan Nascimento como articulador da equipe. A atuação do meia foi discreta, mas agradou o treinador.

– Ruan Nascimento também, que teve uma participação muito boa neste jogo. Um jogador com muita mobilidade, criou bastante. Nós tivemos um segundo tempo muito melhor que o primeiro, criamos bastante. Infelizmente, não caprichamos no terço final, para que a gente pudesse sair com a vitória.

– Ruan é um jogador que tem facilidade de jogar tanto por fora quanto por dentro, já trabalhou muitas vezes comigo nessa posição. Fez um bom jogo.; no primeiro tempo, achei que ele jogou muito para trás e para o lado, não foi vertical, em direção ao gol. No segundo tempo, ele melhorou esse aspecto, cresceu um pouco no jogo. Acho que é um jogador que realmente vai nos ajudar aí no decorrer da competição. Em relação a Gabriel [Santiago], realmente sentimos. Gabriel já tinha a ideia, já sabe o modelo de jogo que a gente trabalha. Teve a lesão do Gabrielzinho – completou.

Em campo, o Vitória saiu atrás no placar, em gol marcado por Gum, mas chegou ao empate minutos depois, em cobrança de pênalti convertida por Samuel. Para Rodrigo Chagas, o Rubro-Negro merecia ter uma sorte melhor em termos de resultado.

– Mas acho que hoje, se tivéssemos uma derrota também… Acho que hoje, com o empate, estamos sentindo para caramba. Até porque é um sentimento com gosto de derrota, por aquilo que fizemos e porque poderíamos ter aproveitado as oportunidades. Mas agora é trabalhar, corrigir aquilo que não desempenhamos bem nessa partida, para que a gente possa, no próximo jogo, ter essa vitória tão importante, para que me dê a condição de estar classificado para a próxima fase.

O Vitória volta a jogar no próximo sábado, quando visita o Confiança, pela 6ª rodada da Copa do Nordeste. A partida está marcada para 16h (de Brasília). *GE

Foto: EC Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close