Reforçar cuidados e medidas de prevenção são essenciais para enfrentar 2ª onda de Covid-19 no Brasil

Pesquisadores brasileiros afirmaram, baseados em dados da pandemia no Brasil, que o país atravessa a segunda onda de Covid-19. Um documento foi divulgado por um grupo de cientistas de diferentes universidades públicas, que levaram em conta a taxa de contágio, calculada com base no aumento de novos casos, e que permite saber quantas pessoas são contaminadas por alguém que já está infectado.

O número de pacientes internados com doenças respiratórias graves cresceu em diversas regiões brasileiras. De acordo com dados de novembro, em um levantamento feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ligada ao Ministério da Saúde, a partir de registros oficiais de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), incluindo a Covid-19, a Bahia está entre os estados onde a contaminação pelo coronavírus avançou.

Em 2020, o Brasil registrou aproximadamente 370 mil casos de doenças respiratórias graves que tinham a febre entre os sintomas. Dos casos analisados em laboratório, 98% eram covid-19.

A falta de testagem sistemática com rastreamento dos casos confirmados, de uma política central coordenada e o afrouxamento das medidas de isolamento são alguns dos fatores responsáveis pela explosão dos casos no Brasil. “Medidas individuais e isoladas de prevenção não conseguirão combater com eficiência o vírus, mas se organizarmos coletivamente poderemos criar barreiras eficazes até a chegada da vacina”, pontua Angelina Oliveira, especialista em saúde pública e diretora da Padrão Enfermagem Salvador.

Cientistas ainda fazem uma série de recomendações para diminuir o impacto do crescimento dos casos e mortes por infecção pelo novo coronavírus. Para o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, não há dúvidas de que o estado enfrenta neste momento uma segunda onda de Covid-19. O responsável pela pasta enfatiza a necessidade de que é preciso manter medidas de prevenção além de ampliar a testagem RT-PCR em todos os municípios.

Ainda sem a disponibilidade das vacinas no Brasil, especialistas afirmam que reforçar cuidados e medidas de prevenção são essenciais para enfrentar um segunda onda de Covid-19 e isso exige uma série de estratégias, “como distanciamento social, uso de máscaras, higienização das mãos e rastreamento de pessoas que tiveram contato com alguém infectado”, enfatiza Angelina Oliveira.

No entanto, as medidas devem ser integradas para surtir efeito nas cidades, e algumas delas são de responsabilidade dos governantes ou mesmo da sociedade como um todo. Os brasileiros apenas deverão ser vacinados no primeiro semestre de 2021 e a vacinação deverá ocorrer em etapas, com calendário ainda a ser estabelecido pelo Ministério da Saúde, assim como quem estará incluído nos grupos prioritários.

 

Sobre a Padrão Enfermagem Salvador

A Padrão Enfermagem Salvador oferece serviços que vão de procedimentos pontuais, como administração de medicamentos, monitoramento de sinais vitais e testes de glicose; passando pelo acompanhamento integral com cuidadores de crianças e idosos que, além de tratar da saúde dos pacientes, auxiliam com tarefas de higiene e fazem companhia no dia a dia; até um trabalho efetivo de enfermagem e acompanhamento hospitalar para quadros de maior complexidade.

Há mais de dez anos no mercado, a Padrão Enfermagem é a maior rede de franquias do Brasil em seu segmento, oferecendo o melhor custo-benefício do mercado e com suporte de atendimento 24 horas por dia, por meio de central de atendimento. Em Salvador, a Padrão Enfermagem fica localizada na Rua Itatuba, nº 201, Ed. Cosmopolitan Mix, salas 309/310 – Parque Bela Vista. Maiores informações podem ser obtidas por meio do telefone (71) 99636-7676.

Foto: Istock

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close