Polícia investiga estupro de vulnerável após criança de 12 anos ser levada para dar à luz em hospital da Bahia


A delegacia de Prado, no sul da Bahia, investiga um caso envolvendo estupro de vulnerável, depois que uma criança de 12 anos foi levada para dar à luz no hospital municipal da cidade. O suspeito é um homem de 46 anos, que chegou a ser detido e depois foi liberado.

A situação aconteceu no domingo (7) e foi registrada em Teixeira de Freitas, por causa dos plantões policiais das cidades. A Polícia Militar foi acionada após funcionários do hospital descobrirem que o homem que levou a criança para o hospital seria o pai do bebê.

O parto foi prematuro e o bebê não sobreviveu. A garota chegou a ficar internada e já teve alta. Ela está sob tutela da avó materna.

De acordo com a delegacia de Prado, durante o depoimento o suspeito revelou que estava vivendo junto com a criança há cerca de seis meses, e que o “relacionamento” teria sido consentido pelo pai da menina.

No entanto, moradores denunciaram que esse suposto relacionamento já durava mais de um ano, e começou quando a vítima tinha ainda 11 anos. Depois de ser ouvido, o homem foi solto, porque a delegada que estava de plantão no domingo não entendeu que houve flagrante na situação.

O caso foi então encaminhado para a delegacia de Prado. O delegado Kleber Gonçalves, que passou a liderar as investigações, informou que “independente do consentimento do pai da criança, o crime de estupro de vulnerável parece claro”.

O pai da vítima também deve responder por abandono material e intelectual. A criança ainda não foi ouvida por causa do estado de saúde e deve prestar depoimento à polícia até a quinta-feira (11). *G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close