Podemos tomar leite todos os dias?

Por Bem Estar

Muitas pessoas têm esse hábito. Não obstante, várias dúvidas ainda pairam no ar: por qual razão nós, humanos, insistimos em seguir a vida tomando leite de outras espécies de mamíferos como a vaca ou a cabra, por exemplo? Será que a natureza nos preparou fisiologicamente para isso? Será que é por isso que há muitas pessoas alérgicas ou intolerantes ao leite de vaca? Quem tem intolerância ao leite de vaca pode tomar leite de cabra? Afinal, qual é a diferença entre alergia e intolerância?

Vamos entender todas estas questões.

Somos os únicos mamíferos que tem a capacidade de observar e compreender racionalmente fenômenos científicos. Pensamos, estudamos, temos ideias e interferimos no mundo que nos cerca. Assim, ao longo dos anos entendemos que o leite tem um valor nutricional muito importante que supre muitas de nossas necessidades, em todas as fases da vida. Quem não tem um aporte adequado de cálcio, por exemplo, tem um risco 2,7 vezes maior de perder 10% dos dentes na “melhor” idade da vida. Por isso, nós, humanos, inteligentes, racionais e mamíferos entendemos que podemos recorrer ao leite de outras espécies para nos suprir de nutrientes essenciais como o cálcio.

Bebês com menos de 1 ano de idade não estão fisiologicamente preparados para ingerir leite integral de qualquer outra espécie animal. Por isso o leite materno é, de longe, o campeão em todos os quesitos que se referem à nutrição mais adequada para nós, humanos, nos primeiros anos de vida. A partir de 1 ano, no entanto, o organismo dos pequenos já tem condições de digerir outros tipos de leite na sua forma integral.

O leite tem muitos nutrientes, dentre os quais estão as proteínas e o açúcar, que é a lactose.

A qualidade das proteínas varia bastante de espécie para espécie. Muitas pessoas só aceitam as proteínas da própria espécie e têm alergia às proteínas de outra espécie, como, por exemplo, a APLV, que é alergia à proteína do leite vaca. ALERGIA significa desenvolver anticorpos contra o agressor, no caso a proteína. A proteína da vaca e da cabra tem muita semelhança e por isso, quem tem alergia a uma pode também ter à outra. Os que realmente são alérgicos não podem ingerir nem uma gotinha de leite que já desenvolvem sintomas.

A intolerância, por sua vez, é bem diferente. Refere-se ao açúcar, que é a lactose. As pessoas com intolerância à lactose não têm lactase, que é a enzima que a digere. Resultado: o leite não digerido é aproveitado e processado pelas bactérias intestinais e isso faz aumentar a produção de gases, que dão a sensação de desconforto. Os leites animais tem lactose. Por isso, quem tem intolerância pode ter desconforto com qualquer leite.

O leite, portanto, é um excelente nutriente que pode, sim, nos acompanhar a vida inteira, todos os dias. Mais importante: até os dias de hoje não se conseguiu produzir uma fórmula láctea tão completa e perfeita para nós, humanos mamíferos, como o leite materno. Com a natureza não se discute.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *