PM que morreu após ser baleado em Arembepe estava com colete à prova de balas e levou tiro embaixo do braço

O soldado Joedson dos Santos Andrade, que morreu após ser baleado enquanto fazia rondas em Arembepe, distrito de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, estava com colete à prova de balas no momento da ação. De acordo com testemunhas, o tiro atingiu o PM embaixo do braço.

O caso aconteceu por volta das12h de domingo (16), na localidade conhecida como Fonte das Águas. O soldado foi socorrido pelos colegas militares e chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Arempebe, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Equipes da PM fizeram novas rondas e chegaram a usar um helicóptero para procurar o suspeito do crime, mas ninguém foi preso. Segundo moradores, o local onde o PM foi baleado atravessa uma disputa por suspeitos de tráfico de drogas.

O soldado Joadson estava na corporação há 11 anos. Ele deixa esposa e um filho. Ainda não há informações sobre sepultamento. *G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close