Picape do Fiat Mobi será a primeira compacta com quatro portas do Brasil

Entre-eixos ficará ao redor dos 2,70 m (Fábio Abreu Queiroz/Quatro Rodas)

O desenvolvimento da próxima picape compacta da Fiat, que terá peças do Mobi, entrou em nova fase.

Após meses sendo flagradas em rodovias de Minas Gerais e São Paulo, agora as mulas de teste começam a rodar em cidades, como comprovam as fotos enviadas pelo leitor Fabio Abreu Queiroz, de Belo Horizonte (MG).

 Camuflagem tem recortes onde ficam as portas traseiras

Camuflagem tem recortes onde ficam as portas traseiras (Fábio Abreu Queiroz/Quatro Rodas)

Chamada de Projeto X1P, esta nova picape terá cabine compartilhada com o Mobi. Capô, portas dianteiras e retrovisores são os mesmos do compacto de entrada da Fiat.

No caso das mulas, é possível ver numa das imagens em que o vidro do passageiro dianteiro está aberto, que o painel também é igual ao do Mobi.

 Picape combina frente de Mobi e caçamba de Strada

Picape combina frente de Mobi e caçamba de Strada (Fábio Abreu Queiroz/Quatro Rodas)

Já a parte traseira será da Fiorino. Na verdade, o conjunto traseiro de eixo rígido com feixe de molas do furgão foi emprestado pela Strada. Ambos têm a mesma distância entre eixos, de 2,72 m, que deve ser mantida na picape do Mobi.

Aqui vem a grande sacada da Fiat: utilizar as portas dianteiras do Mobi, bem mais curtas do que as portas do antigo Palio duas portas aproveitada pela atual Strada, dará espaço suficiente para aplicar uma solução de cabine dupla com duas portas traseiras, sem precisar apelar ao complexo – e caro – sistema de três portas da Strada.

 Mulas rodam com o painel do Mobi

Mulas rodam com o painel do Mobi (Fábio Abreu Queiroz/Quatro Rodas)

Será, portanto, a primeira picape compacta do Brasil – e do mundo – com cabine dupla de quatro portas. Versões com cabine simples e estendida também estão sendo desenvolvidas.

Além disso, a antecipação da coluna B permite trabalhar melhor o espaço para pernas na fileira traseira.

A caçamba pode ser o elemento com mais personalidade na nova picape. As luzes traseiras da mula estão em posição elevada, assim como a abertura para a maçaneta de abertura da tampa.

 Lanternas serão instaladas em posição elevada

Lanternas serão instaladas em posição elevada (Fábio Abreu Queiroz/Quatro Rodas)

O balanço traseiro parece mais comprido que o da Stradinha, o que deve deixar o compartimento de carga um pouco mais espaçoso.

Ainda não há informações sobre capacidade de carga, mas certamente não será inferior aos 750 kg já oferecidos pela prima veterana.Vale dizer que o projeto X1P não substitui a Strada. A picape derivada do antigo Palio perderia as versões mais baratas, especialmente com cabine dupla e três portas, como a Working e a Hard Working, que partem de R$ 48.790 e R$ 54.690, respectivamente.

 

 Mulas se sobressaem pela camuflagem pesada e pela suspensão elevada

Mulas se sobressaem pela camuflagem pesada e pela suspensão elevada (Fábio Abreu Queiroz/Quatro Rodas)

O principal motor será o moderno 1.3 8V Firefly de 101/109 cv, mas o 1.0 6V Firefly de 72/75 cv não está descartado. Em termos de eficiência, seria mais interessante do que o antiquado 1.4 8V Fire EVO de 85/88 cv ainda usado pela Fiorino e pela Strada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com