Na Bahia, 9 das 10 cidades que mais perdem população são pequenas

Os dados das Estimativas da População, calculadas anualmente pelo IBGE, mostram, para a Bahia, dois fenômenos demográficos que se complementam. A tendência de redução populacional nos municípios menores e o crescimento das cidades médias e grandes, o que, por sua vez, reforça a concentração da população em poucos municípios do estado.

Entre 2019 e 2020, 18 dos 30 municípios baianos com taxas de crescimento populacional igual ou maior que 1,0% eram cidades com mais 20 mil e menos de 150 mil habitantes. Ou seja, 6 em cada 10 dos municípios que mais cresceram no estado (60,0%) eram cidades de médio porte, como Luís Eduardo Magalhães (+3,0%), Dias D’Ávila (+1,7%) e São Desidério (+1,6%).

No outro extremo, 44 das 51 cidades com estimativa de redução populacional igual ou maior que -1,0% tinham menos de 20 mil habitantes, o que quer dizer que 9 em cada 10 dos municípios que mais perderam população (86,3%) eram cidades pequenas.

Os 244 municípios com até 20 mil habitantes representam 58,5% do total de 417 cidades do estado, mas reuniam, em 2020, apenas 20,0% da população baiana: 2.980.013 pessoas, de um total estimado em 14.930.634 habitantes.

Metade desses municípios menores (122) tiveram estimativa de queda de população entre 2019 e 2020. Considerando todos os 244 juntos, como um grande grupo, estima-se que houve, em um ano, uma redução média de -0,2% no número de pessoas que viviam em cidades pequenas na Bahia.

Já as cidades médias (entre 20 mil e 150 mil habitantes) eram 160, representando 38,4% dos total de municípios baianos em 2020 e reunindo 41,7% da população do estado: 6.226.955 pessoas. 

Dentre elas, apenas 29 (18,1% ou 2 em cada 10) tiveram estimativa de redução populacional entre 2019 e 2020, ou seja, 8 em cada 10 das cidades médias cresceram. Considerando todas como um grupo único, a estimativa é que tenha havido um aumento médio de 0,5% na população baiana que vivia nos municípios médios, entre 2019 e 2020.

Apenas 14 municípios baianos tinham mais de 150 mil habitantes em 2020, o que representava 3,4% das 417 cidades do estado. Eles reuniam, porém, 38,3% da população baiana: 5.723.666 pessoas. 

Quase todos (13 dos 14) têm estimativas de aumento de população entre 2019 e 2020, e, considerados juntos, como um único grupo, é nessas cidades maiores que a população mais cresce: em média, 0,6%, de um ano para o outro.

Apenas em Salvador e Feira de Santana, os dois maiores municípios do estado, morava, em 2020, 1 em cada 5 baianos: 23,5% da população, ou 3,5 milhões de pessoas. *IBGE

Foto: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close