Mulher! Evolução e Desafios

 

por Celi Melo / Atualiza Bahia

Evoluiu-se nos estudos e profissões que lhe permitiram empreender em diversas áreas e empoderar-se. Seus sentimentos são visíveis aos olhos de quem a conhece a fundo.

Atualmente, muitas expõem o seu jeito de ser sem reservas, sem pudor. Amélia, Caroline, Maria Maria, Jéssica, Jeniffer e muitas outras melodias foram feitas em sua homenagem.

Um dos grandes marcos na biografia da mulher brasileira foi o dia 24 de fevereiro de 1932. Período em que ficou instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam após muitos anos de reivindicações e polemicas, o direito a exercer a sua cidadania através do voto e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

Já o dia 8 de março de 1857 como operárias, na busca de melhorias em seu labor, realizaram greves, manifestações; sofreram repressões, violências por lutarem por reformas para a categoria, igualdades de direitos trabalhistas e fim do trabalho infantil. Uma ação por garantias de direitos.

No dia 25 de março de 1911, cerca de 145 trabalhadores, em que a maior parte eram mulheres, morreram queimados num incêndio na fabrica de tecidos em Nova Iorque. Mais uma vez evidenciam-se as repressões e as violências. Este episódio trágico ocorreu pela precariedade nas condições de segurança no trabalho. Tudo por contestarem, batalharem por garantias de direitos; gerando assim reflexões e imediatas mudanças nas leis e na história das mulheres. Foi necessária a morte para o inicio da efetivação de direitos. E que perduram até a atualidade.

Na contemporaneidade, as funções da mulher evoluíram de forma expressiva através dos estudos, ingresso em várias profissões em que antes eram podadas; permitindo serem com muito esmero mulheres empreendedoras e empoderadas.

Mulher! Sabemos que perpassas por grandes desafios, preconceito e desvalorização que é aparente; visível aos olhos de uma sociedade em que em pleno século XXI o machismo ainda em muito é corroborado.

Mas ela não se abate, expõe o seu ser, as suas mudanças do jeito que quer ser. Sem restrições, sem medo. Mesmo em sua tripla jornada de trabalho muitas são como um camaleão. Muda de roupas, humor e atitudes sem reservas.

Muitas amam e são amadas; outras sofrem por amar e não serem correspondidas. E hoje lutam para que diante desses amores sejam amadas e respeitadas. Como diz o lema atual somos mulheres e queremos respeito.

Umas concebem, gerem e parem; outras pelo destino não têm a oportunidade de gerar, apenas cuidam dos filhos das outras.

Mulheres, mães. Mãe que é mãe cuida de seus rebentos, de suas crias. Em suma, mulheres enfrentam os desafios constantes. Mulher é evolução. São diversidades de cores, sabores, de etnias, de amores, de formosuras. Mulheres são flores que muitas vezes passam por dissabores; que exalam variados e infinitos perfumes na utopia da vida.

Atualiza Bahia

Foto: Instituto Flávio Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com