Moa do Katendê ganha homenagens de artistas e é enterrado sob comoção em Salvador

O capoeirista Romualdo Rosário da Costa, o Moa do Katendê, 63 anos, foi enterrado sob comoção nesta segunda-feira (8), em Salvador. Ele foi morto na madrugada após uma discussão política.

Artistas baianos prestaram homenagens ao capoeirista. Caetano Veloso utilizou as redes sociais para relembrar da importância de Moa. “Moa era meu amigo e foi uma das figuras centrais na história do crescimento dos blocos afro de Salvador. Estou de luto por ele. Fundador do Badauê, compositor, mestre de capoeira, Moa vive na história real da cidade e deste país”, escreveu.

Além dele, a cantora Daniela Mercury usou as redes sociais para se manifestar sobre o ocorrido. “Que tempos são esses? Mestre Moa, meu maior respeito pelo senhor. Morreu lutando contra o que sempre lutou: a intolerância. Seguiremos aqui lutando sua boa luta. À família, meu abraço mais fraterno. ????????#respeito #tolerancia #amor #mestremoa #moa”, postou a cantora.
O capoeirista foi esfaqueado após dizer ao suspeito do crime que era contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e que tinha votado no PT. O homem foi preso e identificado como Paulo Sérgio Ferreira de Santana.
Foto: Reprodução/Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *