Ministros da ala militar sugerem que Bolsonaro procure Maia para conversar

Após nova troca de farpas entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ministros da ala militar do governo querem que o capitão “volte para o compasso” e chame o democrata para conversar. Eles defendem que o momento agora é de foco na aprovação da reforma da Previdência, pauta prioritária da gestão.

“Estamos gastando pólvora em chimango”, descreveu um integrante do governo, segundo informações do Blog da Andréia Sadi, no G1.

A rusga entre Maia e Bolsonaro voltou a ser inflamada após o presidente da República declarar, em entrevista a TV Band, que o democrata foi afetado por problemas pessoais, o que foi interpretado como uma referência à prisão do ex-ministro Moreira Franco, que é padrasto da esposa de Maia, na última semana.

Na sequência, o presidente da Câmara declarou que Bolsonaro está brincando de presidir o Brasil.

Diante dessa crise, de acordo com o blog, interlocutores do presidente disseram que ao aprovar a PEC do Orçamento, na terça (26), a Câmara foi motivada por uma “crise de abstinência de protagonismo”. A medida retirou poder do governo para manobrar gastos públicos.

Foto: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close