Ministério Público da Bahia promove o primeiro Fórum Estudantil pela Cultura da Paz nas escolas e lança campanha contra o bullying

 

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) lançou, nesta quarta-feira (2), a campanha #Sejabrother – juntos contra o bullying, dentro do I Fórum Estudantil Pela Cultura da Paz, realizado no auditório do MP-BA, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). A campanha faz parte de um projeto de enfrentamento de violências escolares e visa prevenir e combater a prática do bullying nas escolas, por meio da atuação integrada, em parceria com as redes pública e particular de ensino, além de ONG’s e instituições privadas.

Estudante, professores, e representantes das secretarias estadual e municipal de Educação, além de diretores de escolas de Salvador, participaram do evento, cujas discussões e preposições foram voltadas a temáticas como o enfrentamento da violência, o bullying e a promoção da paz no ambiente escolar. Neste processo, a contribuição estudantil aos órgãos públicos e às instituições escolares será fundamental para a construção de políticas de enfrentamento às violências, materializando o protagonismo estudantil na melhoria da Educação.

A estudante Lavínia Reis Costa, 17 anos, do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Professora Noêmia Rêgo, localizado no bairro de Valéria, em Salvador, falou da importância do ato para a comunidade estudantil. “Nossa participação é essencial e este é um momento interessante porque temos a oportunidade de falar e defender a cultura da paz nas escolas, além de estarmos sendo ouvidos, trazendo a nossa opinião e sugestões enquanto alunos”.

A superintendente de Políticas para a Educação Básica, Manuelita Falcão Brito, que esteve no evento representando a Secretaria da Educação do Estado (SEC), destacou as ações no fortalecimento do acolhimento dos estudantes nas escolas. “Esta iniciativa do Ministério Público só vem a somar e fortalecer as orientações, nas próprias escolas, no sentido do enfrentamento e combate à violência. É muito positivo que se trabalhe a cultura da paz. Nós temos uma juventude que, realmente, precisa de orientação e apoio para enfrentar o que a vida apresenta cotidianamente. É uma iniciativa muito positiva e a SEC está junto com o Ministério Público e ajudará no que puder”.  *SEC

 

Fotos: Josenildo Almeida – Ascom/Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com