Em fevereiro, vendas do varejo baiano crescem em relação a janeiro (1,6%), mas caem frente a fevereiro de 2020

Em fevereiro, as vendas do varejo na Bahia voltaram a crescer (1,6%) em relação ao mês anterior, na série livre de influências sazonais. Foi o primeiro resultado positivo após três recuos consecutivos (-3,0% de outubro para novembro, -4,1% de novembro para dezembro e -2,2% de dezembro para janeiro).

Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do IBGE.

Com esse desempenho, o volume de vendas na Bahia já se encontra praticamente no patamar registrado em fevereiro de 2020, no pré-pandemia, com uma discreta variação negativa (-0,1%) no acumulando entre março de 2020 e fevereiro de 2021.

O resultado do comércio varejista baiano entre janeiro e fevereiro (1,6%) foi superior ao nacional (0,6%), e acompanhou o movimento de crescimento verificado em 19 das 27 unidades da Federação.

Amazonas (14,2%), Rondônia (11,5%) e Piauí (8,3%) tiveram os melhores desempenhos, enquanto Acre (-12,9%), Tocantins (-4,4%) e Distrito Federal (-2,1%) tiveram os piores.

Entretanto, o resultado das vendas do varejo na Bahia foi negativo na comparação de fevereiro/21 com fevereiro/20, mostrando queda de -5,0%. Foi o quarto recuo consecutivo no volume de vendas nesse confronto com o mesmo mês do ano anterior e um resultado pior que o verificado no Brasil como um todo (-3,8%).

Foi ainda o pior fevereiro para as vendas do varejo no estado desde 2017, quando havia sido registrada uma queda de -6,4%.

Frente a fevereiro de 2020, 18 das 27 unidades da Federação tiveram quedas nas vendas. Os piores resultados foram registrados em Tocantins (-18,5%), Amazonas (-16,9%) e Distrito Federal (-15,1%), enquanto os melhores ocorreram em Piauí (14,1%), Amapá (10,1%) e Pará (4,1%).

Com o desempenho de fevereiro, o varejo baiano apresenta retração no acumulado do ano (-3,8%), em um resultado pior que o nacional (-2,1%). Também se mantém em queda (-4,9%) no acumulado nos últimos 12 meses (frente aos 12 meses anteriores). O estado tem o terceiro pior resultado do país nesse confronto, acima apenas de Distrito Federal (-7,3%) e Ceará (-6,1%).

O Brasil como um todo mostra avanço de 0,4% nas vendas do varejo, nos 12 meses encerrados em fevereiro. Pará (9,2%), Piauí (7,9%) e Maranhão (7,5%) lideram entre os resultados positivos, nessa comparação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close