Em 2020, PRF na Bahia flagrou mais de 15 mil pessoas sem cinto de segurança nas estradas

No período entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2020 foram emitidas 15.731 atuações pelo não uso do cinto de segurança nas rodovias federais da Bahia, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Destes, foram 9.914 motoristas e 5.817 passageiros sem o dispositivo de segurança, que é de uso obrigatório.

Logo, os dados apontam um acréscimo de 35% em relação ao ano de 2019, quando foram contabilizadas 11.609 multas. A infração é considerada grave, no valor de R$195,23 e gera cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Há mais de 20 anos, o uso do cinto de segurança é obrigatório no Brasil. “Em caso de acidente, o cinto, quando utilizado corretamente, evita que o ocupante seja arremessado contra partes internas do automóvel (volante, painel, parabrisa), contra outros passageiros ou mesmo que seja projetado para fora do veículo. O fato de o motorista ou o passageiro não usarem cinto de segurança em automóveis é determinante na gravidade dos acidentes”, afirma a PRF.

Segundo a equipe, há ocorrências em que foi visualizado que o cinto de segurança do motorista estava apenas com ponteiras (também conhecidas como linguetas) colocadas no dispositivo para silenciar o alarme sonoro de alerta do cinto de segurança, sendo uma conduta “passível de autuação por constituir equipamento obrigatório ineficiente ou inoperante”. Além disso, os policiais afirmam que outra situação comum é a utilização do equipamento de proteção por trás do corpo.

No caso de transporte coletivo de passageiros, uma resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) obriga que, antes de cada viagem, os motoristas de linhas interestaduais e internacionais informem os passageiros sobre a obrigatoriedade do uso do cinto.

O cinto de segurança foi desenvolvido durante a Segunda Guerra mundial para evitar que pilotos fossem projetados para fora da cabine. De acordo com os estudos, esse equipamento pode reduzir em mais de 40% o risco de morte me acidentes de trânsito.

(A Tarde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close