De saída, João Gabriel diz que até hoje não entende afastamento do Vitória

Sabe aquela história de virar a página de um ano para outro e deixar tudo que ficou de ruim para trás? Para João Gabriel, isso virou um mantra. Depois de um 2019 frustrante, com apenas três partidas disputadas com a camisa do Vitória, ele começa essa temporada no Sampaio Corrêa, onde permanecerá por empréstimo até o fim da Série B. O goleiro já está no Maranhão e detalhes o separam do anúncio oficial.

O que nunca ficou claro para o torcedor rubro-negro foi o que motivou o afastamento do goleiro, que havia terminado a temporada anterior em alta. O presidente Paulo Carneiro nunca falou sobre o assunto. João Gabriel também não. Pelo menos até esta quarta-feira, quando ele conversou com a reportagem do GloboEsporte.com.

Por incrível que pareça, João Gabriel até hoje não sabe ao certo as razões de ter sido preterido da equipe, como ele explicou.

– Com a mudança de diretoria, simplesmente fui comunicado que não poderia ser mais utilizado, e como funcionário, tive que acatar, mesmo contra a minha vontade. Até hoje não tive justificativa plausível do porquê disso ter acontecido. Continuei de forma profissional, ética. Não quis dar entrevista, porque o momento era delicado, e seria um problema a mais pensando no grupo, de estar expondo, e eu preferi segurar a onda para que o clube pudesse se reerguer, porque o Vitória é mais importante do que qualquer situação e não merecia uma queda para a Série C. Seria absurdo – afirmou o goleiro.

Acatei, segurei a situação, tentei ser negociado, mas era um momento difícil, o mercado não estava respondendo da mesma forma. Mas eu fui comunicado sem nenhuma justificativa plausível de que não seria utilizado.

 *informações do Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close