Colunista Joice Vancoppenolle: “Falando a língua do vinho parte II”

Caro leitor, este glossário define termos específicos no mundo do vinho, dando sequência ao texto anterior.

BALANCEADO : que possui todos os elementos naturais em boa harmonia. Usado especialmente quando se trata de balanço entre doce e ácido.

BLANC DE BLANCS : vinho branco elaborado a partir de uvas brancas.

BLANC DE NOIRS : vinho branco elaborado a partir de uvas negras.

BLUSH : termo americano que significa rosé.

BODEGA : equivalente espanhol de adega ou cantina.

BORRACHA: odor de alguns vinhos feitos com mostos de baixa acidez.

BORRA : formada de impurezas, de leveduras em estado de via latente, tártaros e matérias residuais da vindima, a borra se deposita como sedimento limoso no fundo dos barris.

BOUCHONNÉ : O vinho que tem cheiro forte de rolha e geralmente intragável. Esse fenômeno, irreversível e bastante raro, se deve ao desenvolvimento de certos mofos específicos da cortiça.

BRUT : referente a espumantes extremamente secos.

BUQUÊ : a fragrância de um vinho que se desenvolve com a maturidade. Um conjunto de aromas agradável que é percebido pelo nariz.

CAPITOSO: com bom teor alcoólico.

CARÁTER : sabor positivo e distinto, dando características ao vinho.

CARVALHO : sabor de carvalho em razão do longo armazenamento em barris ou tonéis de madeira.

CAVA : termo genérico que se aplica aos vinhos espanhóis efervescentes elaborado segundo método tradicional.

CEPA : variedade de uva do gênero Vitis vinifera.

CHEIO : com corpo e cor . Frequentemente aplicado a vinhos que têm alto teor de álcool, açúcar e extratos.

CLÁSSICO : vinho procedente do coração de um vinhedo.

COMPLETO : maduro e elegante. É o vinho dos grandes anos.

COMPLEXO : de aromas diversos em diferentes graus de percepção.

COMUM : sem característica. Termo usado para indicar vinho de qualidade inferior feito de uvas americanas.

CORTE : operação que consiste em casar vários vinhos. A sua finalidade é a elaboração de um conjunto bem melhor do que cada cepa tomada separadamente.

CORPO : representa o peso e a substância de um vinho na boca, indicado por seu teor de extrato seco e de álcool.

CURTO : retrogosto pouco demorado. Oposto de longo.

DECRÉPITO : vinho que se encontra no estágio final da velhice.

DEFUMADO : aroma particular de determinados vinhos do Vale do Loire, feitos com uvas Sauvignon Blanc, como o Pouilly-Fumé.

ENCORPADO : com o corpo.

ENGAÇO : ramificação do cacho de uva; conjunto dos pedúnculos aos quais se ligam os grãos ou bagos.

ESPECIARIA : aroma e sabor fortes de especiaria de determinadas variedades de uvas, como a Gewürztraminer. O aroma é mais rico e pronunciado do que aquele chamado de frutado.

EVANESCENTE : de aroma fugaz.

FARTO : com muita doçura e pouca acidez

FECHADO : ainda sem demonstrar nenhuma característica por ter sido engarrafado recentemente.

FRANCO : que ataca diretamente o paladar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com