Cláudio Prates aprova estreia de Pablo, vê Bahia superior no Ba-Vi e mantém otimismo por G-4


Bahia e Vitória empataram em 0 a 0 na noite desta quarta-feira, no estádio de Pituaçu, pela 5ª rodada do Campeonato Baiano. Após um primeiro tempo de poucas chances, o Tricolor voltou melhor para a segunda etapa e desperdiçou uma oportunidade clara de abrir o placar. No lance, Gustavo recebeu ótimo passe de Pablo, driblou o goleiro e chutou para fora.

Diante da oportunidade de gol perdida, e também do desempenho na segunda etapa da partida, o técnico Cláudio Prates avaliou que o Bahia foi superior ao Vitória no clássico e até merecia sair de campo com melhor sorte.

– Encontramos uma equipe fortalecida, confiante, que vinha com o triunfo do último clássico. Mudou algumas peças, mas o modelo de jogo é o mesmo. Jogamos de igual para igual. Pelas chances mais claras, merecíamos sair com um resultado melhor – avaliou.

Cláudio Prates, técnico do time de transição do Bahia — Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Cláudio Prates, técnico do time de transição do Bahia — Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

– Difícil falar em justiça no futebol, pela imprevisibilidade do jogo. Claro que fico chateado. Além de vencer o clássico, poderíamos melhorar na classificação. O Bahia não pode pensar em estar na classificação em que está. Fico chateado por isso. Tivemos oportunidades claras, poderíamos converter, sair com o triunfo e os pontos que nos deixariam em colocação melhor. Mas nada a reclamar. Os meninos se entregaram – completou o treinador.

Como citado por Cláudio Prates, a situação do Bahia na tabela de classificação do Campeonato Baiano não é boa. O Tricolor é o 7º colocado do estadual, com apenas cinco pontos. Para piorar, três equipes do G-4 possuem apenas quatro partidas disputadas, enquanto a equipe azul, vermelha e branca já atuou cinco vezes.

O cenário não é favorável, mas Cláudio Prates mantém o otimismo pela classificação. O treinador pontua que o Bahia ainda tem quatro jogos pela frente, entre eles confrontos diretos contra times que estão na zona de classificação.

– Não existe o Bahia pensa em estar fora do G-4. É circunstancial. Não temos que pensar no que está agora, mas nos quatro jogos que faltam. Pelo que fizemos hoje, nos deixa otimista. Temos confrontos diretos. Teremos que fazer a nossa parte. Saímos muito satisfeitos hoje. Rodrigo [Chagas, técnico do Vitória] tem muito tempo com esses meninos, o jogo foi bacana, de intensidade, os dois tentaram propor o jogo. Volto a lamentar as chances claras que tivemos. A atitude e o comportamento dos atletas me deixam animado – disse.

Bahia x Vitória em Pituaçu, pelo Campeonato Baiano — Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Bahia x Vitória em Pituaçu, pelo Campeonato Baiano — Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Se a posição que o Bahia ocupa atualmente não é animadora, a estreia de Pablo pode ser encarada como um ponto positivo no Ba-Vi. Estreante da noite, o volante fez uma boa partida e foi um dos destaques da equipe. Contratado para o elenco principal, ele atuou pelo time sub-23 para ganhar ritmo, já que não atuava desde o fim de janeiro.

– Não gosto de falar individualmente, mas se destacou no momento que a gente esperava que tivesse decréscimo pelo tempo de inatividade, por estar se ambientando ao grupo. Mostrou muita vontade. Achei que, no primeiro tempo, foi participativo na fase defensiva e, no segundo tempo, mostrou por que veio. Deu passe, participou de ações ofensivas. Fez uma estreia muito boa. Vai nos ajudar.

O time sub-23 do Bahia volta a jogar no próximo domingo. O adversário será o Fluminense de Feira, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. *GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close