Brasileira Dayane Mello não vence a final do ‘Big Brother’ italiano

Durante o “Gran Fratello VIP”, Dayane conquistou o apoio da torcida brasileira após ser alvo de comentários misóginos e xenofóbicos.

“São mensagem de gente do Brasil, de Portugal, da Argentina, do mundo todo. Pessoas que se identificaram com o que passamos, que viveram a mesma situação’”, disse ao G1 o irmão dela, Juliano Mello.

Ao longo da edição, ela foi indicada a 11 paredões.

Durante o confinamento, Dayane foi avisada sobre a morte de um de seus irmãos após acidente de carro.

Ela também se declarou bissexual ao vivo no programa, e assumiu a paixão por outra participante, Rosalinda.

Ela foi chamada de falsa e acusada de fingir a situação. “É tudo falsidade”, acusou Stefania, uma das participantes do jogo, após a declaração de Dayane no programa.

Na mesma noite, Dayane também indicou Rosalinda ao paredão, mesmo após declarar seu amor pela participante.

Isso porque os três finalistas do reality (Dayane, Pierpaolo e Tommaso) precisavam escolher uma dupla para ir ao paredão. Porém, Rosalinda estava com um dos maiores rivais da modelo na casa. Por isso, Dayane optou por salvar a outra dupla – que tinha Samantha como integrante, uma grande amiga da modelo na casa – , deixando Rosalinda na berlinda.

Pouco antes, ao seu questionada pelo apresentador, Dayane havia dito que “amor é sempre amor” e contou que já havia se apaixonado por outra mulher antes do programa, mas que a relação [com Rosalinda] não aconteceu pois elas tiveram medo. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close