Bahia terminou 2018 com mais de 1,2 milhão de pessoas em busca de emprego, diz IBGE

O número de pessoas à procura de uma vaga de emprego aumentou na Bahia. Dados divulgados nesta sexta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o ano passado terminou com mais de um 1,2 milhão de pessoas sem trabalho e buscando uma oportunidade no estado.

Conforme o IBGE, a taxa de desocupação foi de 17%, a segunda maior do país, ficando atrás apenas do Amapá (20,2%), e empatada com o estado do Alagoas. A taxa da Bahia está bem acima da média nacional, que foi de 12,3%. Ainda segundo o IBGE, o número de pessoas trabalhando na Bahia no ano passado foi o menor já registrado na história da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua (Pnad).

Em 2018, o estado tinha 5,9 milhões de pessoas trabalhando. No primeiro ano da pesquisa, em 2012, eram 6,3 milhões. Em Salvador, a situação foi ainda pior. A taxa de desocupação passou de 14,8% para 16,1%. No ano passado, 282 mil pessoas estavam sem trabalhar e à procura de um emprego.

Com o desempenho, a capital baiana subiu na taxa de desocupação. Saiu do 9º para o 7º lugar entre os estados. À frente estão outras seis capitais entre as regiões norte e nordeste. O rendimento médio dos trabalhadores no estado teve uma leve melhora, de 3,4%. Já na capital, o aumento foi de quase 9%. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *