Bahia criou 13.881 postos de trabalho em novembro

O saldo para o mês foi o maior da última década

A Bahia gerou 13.881 postos de trabalho com carteira assinada em novembro de 2020, resultado decorre da diferença entre 53.506 admissões e 39.625 desligamentos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgados nesta quarta-feira (23) e sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia (Seplan).

“Este é um resultado animador, pois ainda em um contexto sanitário mundial atípico, da pandemia do Covid-19, representa o maior saldo em novembro da última década. Vale destacar que a Bahia vem apresentando saldos positivos de geração de emprego com carteira assinada nos últimos quatro meses”, destaca o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

No acumulado de janeiro a novembro de 2020, ainda em função da influência do coronavírus, o saldo é negativo de 4.798 postos. A maioria dos setores gerou postos no mês de novembro de 2020: Comércio (+8.529 postos), Alojamento e alimentação (+2.298 postos), Informação, comunicação e outras atividades (2.200 postos), Construção (+1.047 postos), Transporte, armazenagem e correio (+973 postos), Outros serviços (+443 postos) e Indústria geral (+47 postos). Dois segmentos apresentaram saldo negativo: Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (-1.393 postos) e Administração pública (-263 postos). Não houve registro de perdas ou criação de novos postos em Serviços domésticos.

Predominam saldos positivos na série histórica do mês de novembro (2010-2020). O resultado ficou acima do verificado no mesmo mês do ano anterior, quando 3.958 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo. Em novembro, o estado ocupou a segunda posição em relação à geração de posições celetistas dentre os estados nordestinos e a oitava dentre os estados brasileiros.

“Com relação aos empregos distribuídos no estado, em novembro o saldo foi positivo na Região Metropolitana de Salvador e no interior. De forma mais precisa, na RMS foram criados 9.506 postos de trabalho e no interior foram geradas 4.375 empregos com carteira assinada”, ressalta o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.

Quanto ao saldo de emprego acumulado no ano de 2020, enfatiza-se o fechamento de postos de trabalho com carteira assinada na RMS (-10.303 postos), o que levou o saldo do estado a fechar negativo no período, sobrepondo o saldo positivo de posições celetistas para o interior (+5.505 postos). Em novembro de 2020, Salvador (+7.034 postos), Porto Seguro (+1.591 postos) e Lauro de Freitas (+1.116 postos) lideraram a criação de postos de trabalho formal.

Foto:Tatiana Azeviche/Ascom Setur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close