Bahia bate o Fortaleza na Fonte Nova e sobe para 9º no Brasileirão

A química entre Bahia e Fonte Nova continua cada vez mais presente. Desde que voltou a atuar no estádio, durante a pandemia, o tricolor venceu todos os três jogos que fez. A vítima da vez foi o Fortaleza, que na noite desta quarta-feira (11) caiu por 2×1, em jogo atrasado da 18ª rodada do Brasileirão.

Os gols marcados pelo zagueiro Juninho, ainda no primeiro tempo, e Gilberto, na segunda etapa, confirmaram o bom momento do tricolor na temporada e fizeram o Esquadrão ganhar cinco posições, saltando da 14ª para a nona colocação na tabela, com 25 pontos.

Cada vez mais distante da zona de rebaixamento, o tricolor agora vai voltar as atenções para o Coritiba, adversário da próxima segunda-feira (16), no estádio Couto Pereira.

Compasso de espera

Precisando do triunfo, Bahia e Fortaleza começaram a partida com posturas diferentes. Com duas linhas bem compactadas, os primeiros minutos do Esquadrão foram de espera por um erro do adversário para colocar velocidade e chegar ao gol.]

Bem postado, o Fortaleza não dava brechas ao Bahia e o tricolor tinha dificuldade para quebrar as linhas cearenses e penetrar a área.

Com mais posse de bola, o Fortaleza tentava ser um pouco mais ousado, mas também esbarrava no bloqueio baiano. Quando conseguiu escapar, Romarinho lançou Gabriel Dias, só que o lateral foi derrubado por Capixaba e não conseguiu levar perigo.

Num duelo em que os goleiros eram meros espectadores, o Fortaleza ficou perto de abrir o placar em contra-ataque puxado por Carlinhos que Bergson tentou finalizar, porém foi travado dentro da área.

Aí entrou em ação a eficiência do Bahia. Na primeira vez em que chegou com mais perigo, Juninho Capixaba pegou rebote do escanteio e cruzou na cabeça de Juninho. O goleiro Felipe Alves saiu mal e o zagueiro mandou para as redes, abrindo o placar para o Esquadrão aos 24 minutos do primeiro tempo.

Após o gol, o Bahia passou a jogar um pouco mais solto. O segundo poderia ter saído na jogada de Élber, que passou pela marcação e chutou cruzado, mas ninguém apareceu para completar. Logo depois foi a vez de Nino Paraíba aparecer livre no espaço deixado pelo Fortaleza. O lateral tentou a finalização, mas foi travado pela marcação.

Susto e triunfo

Com a vantagem no marcador, o Bahia voltou para o segundo tempo com o mesmo time e mesma postura. Esperando o Fortaleza, o Esquadrão tentava encaixar os contra-ataques.

Logo aos dois minutos, Élber conseguiu escapar em velocidade e acionou Gilberto. O atacante cruzou para Juninho Capixaba, mas o lateral não conseguiu a finalização.

O contra-ataque seguia sendo a tônica do tricolor. Aos oito minutos, foi a vez de Fessin descer em velocidade e descolar passe açucarado para Élber. O camisa 7 avançou e chutou no canto. Felipe Alves salvou o Fortaleza.

De tanto falhar lá na frente, veio o castigo. Aos 19 minutos, Osvaldo mandou cruzamento na área, Bergson ganhou a disputa pelo alto e contou com a colaboração do goleiro Douglas para deixar tudo igual na Fonte Nova.

A alegria cearense durou exatos seis minutos. No erro da defesa do Fortaleza, Gilberto recuperou a bola e foi derrubado na área. Pênalti que o próprio Gilberto cobrou e recolocou o Bahia em vantagem: 2×1.

Minutos depois o tricolor quase marcou o terceiro. Fessin recebeu livre na área e chutou forte, mas Felipe Alves fez boa defesa.

Mano aproveitou o momento na partida para mudar no atacado. Clayson, Rodriguinho e Elton foram para o jogo. Depois, o zagueiro Anderson Martins reforçou a defesa.

O Bahia então recuou e passou a se defender. Apesar dos ataques do Fortaleza, o Esquadrão conseguiu segurar a pressão e comemorou mais um triunfo no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
Bahia 2 x 1 Fortaleza
Campeonato Brasileiro – 18ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 11/11/2020 (domingo)
Horário: 18h45
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia, auxiliado por Alexandre Vargas Tavares de Jesus e Diogo Carvalho Silva (Todos do RJ)

Cartões amarelos: Juninho Capixaba, Ronaldo (Bahia) / Paulão, Felipe (Fortaleza)

Gol: Juninho, Gilberto (Bahia) / Bergson (Fortaleza)

Bahia: Douglas; Nino Paraiba (Elton), Lucas Fonseca, Anderson Martins e Juninho Capixaba; Ronaldo, Edson (Anderson Martins) e Daniel (Rodriguinho); Fessin, Élber (Clayson) e Gilberto (Saldanha). Técnico: Mano Menezes.

Fortaleza: : Felipe Alves; Gabriel Dias, Roger Carvalho (Carlinhos), Paulão e Bruno Melo; Juninho, Felipe (Tinha) e Romarinho (Ronald); Osvaldo (Yuri César), David (Wellington Paulista) e Bergson. Técnico: Marconne Montenegro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close