Atendimento nutricional gratuito promove saúde a pacientes com distúrbios orgânicos

Universidade Católica do Salvador promove projeto que já atendeu cerca de 700 pessoas em cinco anos

O filho de Rafaela Santana, de 22 anos, não conseguia ganhar peso, apresentava dificuldade de crescimento e abdômen inchado. Já Roberta Hatty, que atua na área de Assessoria de Relações Internacionais, é diagnosticada com esteatose hepática, tem resistência à insulina e excesso de peso. Ambos são pacientes do projeto de extensão “Ambulatório de Nutrição”, iniciativa gratuita do Curso de Nutrição da Universidade Católica do Salvador (UCSAL), que promove o acompanhamento individualizado através de professores e estudantes da instituição de ensino.

Há cerca de três meses, Rafaela soube por meio de uma amiga que a Universidade oferecia o benefício. O filho dela, de 2 anos e 9 meses, iniciou a dieta, o que resultou nas primeiras alterações na saúde da criança. “Já está ganhando peso e crescendo. Está bem melhor”, ressalta a mãe. Para Roberta, a diferença entre ser atendida pelo projeto a ser orientada pelo plano de saúde ou até mesmo em uma consulta particular foi o que mais lhe chamou atenção. “Foi o interesse pela minha saúde, explicar os porquês das coisas e como eu caminharia na nutrição saudável. Esse acompanhamento trouxe uma motivação. Eu já tinha desistido de cuidar da minha saúde”, revela.

O programa iniciado em 2014, já realizou cerca de 700 consultas, envolveu 76 estudantes e três monitores do Curso de Nutrição da UCSAL. De acordo com Amanda Valente, coordenadora do curso de Nutrição da UCSAL, a iniciativa integra a Clínica Escola UNAFISIO, oferecendo consulta nutricional completa, com investigação de alimentação e avaliação antropométrica (peso, altura, dobras cutâneas, entre outras medidas) que tem o intuito de gerar o diagnóstico nutricional e plano alimentar do paciente. “Após a primeira consulta o paciente é acompanhado pelo Ambulatório de Nutrição, e retorna, em média, após 15 dias. Por se tratar de uma clínica escola, todos acompanham o paciente no mesmo prontuário. Com isso conseguimos realizar sessões integradas de discussão de casos”, ressalta.

Carreira

O programa também é uma oportunidade para os estudantes do 5º ao 9º semestre do Curso de Nutrição da UCSAL vivenciarem na prática o que aprendem em sala de aula, além de ter a “possibilidade de acompanhar um paciente real e lidar com os aspectos éticos do atendimento nutricional. É mais uma prova de que o curso, que foi recentemente avaliado com nota quatro no Ministério da Educação (MEC), se preocupa com a formação do aluno, e é reconhecido cada vez mais pela qualidade de ensino”, enfatiza a coordenadora. Foi também com este propósito de aprender a rotina profissional que o estudante Ítalo Chastinet, do 6º semestre, escolheu participar do projeto de extensão, além de querer ajudar o próximo. “Essa experiência está somando oportunidades para eu me engajar. Ouvir seu nome, brincar com os pacientes é muito mais valioso do que qualquer dinheiro”, fala.

Nos anos de 2015 e 2016, a estudante Diana Cerqueira participou do programa e chegou a ocupar a função de monitora. A vivência junto com professores e pacientes foi tão fundamental no processo de formação, que hoje a profissional atua em Nutrição Clínica em UTI hospitalar, e é nutricionista voluntária em um ambulatório clínico. “Eu tinha interesse em pediatria e queria experiência prática. Como seria ser nutricionista, ter noção de como é ser formado e ter maturidade para lidar com o paciente”, diz.

Projeto Ambulatório Nutrição

Aberto ao público há cinco anos, a iniciativa gratuita funciona, neste semestre, segundas, terças e quintas-feiras, sempre no turno vespertino, no campus Pituaçu, da UCSAL, os novos dias e horários de atendimentos são sempre divulgados nos meses de janeiro e fevereiro, bem como junho e julho. Voltado para todas as faixas etárias, o projeto busca priorizar o público que está em condição de vulnerabilidade social ou que apresenta algum distúrbio orgânico. Interessados em obter atendimento nutricional devem entrar em contato pelo telefone (71) 3206-7826. *AT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *