Aloisio Menezes canta clássicos do axé no último dia de carnaval do Pelourinho

O show será dia 25 no largo Quincas Berro D´água, a partir da meia noite

por Bia Imperial

O Carnaval do Circuito Batatinha, ou Carnaval do Pelô, como também é conhecido, vai contar com a voz forte e irreconhecível do cantor Aloisio Menezes. No ano em que o trio elétrico completa 70 anos, o artista vai levar um show com memórias do axé music para o Largo Quincas Berro D´água.

O show é patrocinado pela Bahiatursa e acontece no dia 25 de fevereiro, terça-feira de carnaval, a partir de meia noite. No repertório não podem faltar músicas que contam também a história artística de Aloisio com o carnaval de Salvador

“Eu montei o repertório com canções que embalaram os carnavais desses anos que participei como folião e artista. É um show que agrega todos os ritmos e públicos”, comenta Aloisio Menezes

Na década de 80 Aloisio Menezes começa a trilhar sua trajetória artística, cantando em bares na noite soteropolitana. Em seguida estréia no carnaval com o bloco Acadêmicas e passa a ser figura marcante do carnaval.

Participou da viagem pelo Bando de Teatro Olodum atuando e cantando nas montagens: o Novo mundo, Ó Pai Ó, Woyzeck e Medeia Material com os atores Vera Holtz e Guilherme Leme, sob a direção de Marcio Meireles.

Participou também da primeira Ópera Negra baiana; Lídia de Oxum, ao lado de Margareth Menezes e Lazzo, sob a batuta de Ildásio Tavares e Paulo Dourado, um marco para o teatro baiano.

As referências se alargavam e davam sustentação artística ao trabalho de um cantor que sempre pretendeu usar sua voz para alcançar a emoção, quando faz percussão com os dedos, quando solfeja as melodias de forma ímpar, até mesmo quando revira os olhos de forma absolutamente musical.

A inquietação pela busca e necessidade de experimentar novas formas de sons vai conduzindo o cantor ao ecletismo musical. Hoje com todas as referências bem resolvidas. Aloísio passa a dedicar sua atenção aos movimentos musicais ligados as raízes africanas com composições de grande sucesso no nosso cenário musical.

Em 2011, Aloísio lançou o CD XIRÊ REVERB – HB Tronix , com composições do candomblé Keto, que misturam sons acústicos e eletrônicos. O trabalho foi gravado em São Paulo e produzido pelo Músico produtor paulista Guga Stroiter.

“Sempre fiquei impressionado com a voz dele, porque tem uma potência do canto popular e ao mesmo tempo é muito técnico. E isso é muito difícil. Ele tem as duas coisas, com um timbre poderosíssimo”, declarou “Stroeter.

Com esse trabalho o cantor fez shows em Londres, Portugal, Espanha , França e Alemanha. O Cd Xirê Reverb, foi Pré-selecionado Para o Premio da Música Brasileira em 2013. Em 2012 , Aloísio, apresentou ao lado da cantora paulistana Carol Bezerra e Orquestra HB, o Baile dos Orixás mesclando o Cd Xirê e Agô. Ele se apresentou no Estúdio Emme, Galeria Olido , SESC Santo André , Sesc Pompeia, e Sesc Vila Mariana, em São Paulo. Devido o grande sucesso, a temporada foi mantida para 2013.

Aloísio é cantor do Cortejo Afro, desde o surgimento do bloco e canta também com o bloco de samba, Alvorada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *