“a abertura deveria ser para todos os ramos, uma vez que 90% do comércio de Valença será reaberto”, afirma empresário em programa

por Joberth Melo | Atualiza Bahia

Empresários do ramo de variedades e calçados ficaram contrariados com a exclusão do funcionamento de seus estabelecimentos entre os dias 6 e 10 de abril, em Valença. O decreto assinado e publicado pelo prefeito Ricardo Moura na quinta-feira (2) reiterou a suspensão do comércio do município por mais 15 dias em prevenção ao novo Coronavírus, porém liberou de forma experimental, o funcionamento de lojas de autopeças, mecânicas, farmácias, áreas de telecomunicações e informática, supermercados e hortifrútis, das 8h às 13h.

Em programa independente na Rádio Clube de Valença, o empresário Tarcísio Silva (Bazar Ana Carolina) citou que “se a medida é essa; a abertura deveria ser para todos os ramos, uma vez que 90% do comércio será reaberto”. Ainda segundo ele, empresários já se reúnem para traçar planos contra essa determinação. Apesar disso, o empresário acredita que é uma ação que requer cuidado devido ao nível de danos a saúde que a Covid-19 pode levar ao infectado. “Métodos devem ser adotados para que o contágio não aumente, como higienização e rodízio de funcionários”, citou.

Durante o programa, uma ouvinte não aprovou a liberação de parte do funcionamento do comércio da cidade. “Há informações que o pico da doença será nas próximas duas semanas. Há pessoas que têm idosos nas suas residências e pode ser um risco com o comércio aberto”, afirmou em parte do desabafo.

A informação do pico da doença na semana que vem procede. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta informou em coletiva no dia 1º de abril, que “a população verá “muitos casos confirmados” da COVID-19 até o fim da semana que vem”. Segundo o ministro, o “Brasil fez uma diminuição da atividade, mas não fez lockdown. O que a gente vê é muita gente trabalhando. Agora, precisa redobrar o esforço”, afirmou.

Atualiza Bahia

Foto: reprodução/ Ivan Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popups Powered By : XYZScripts.com
Close